Lomadee

domingo, 11 de maio de 2014

Top 25* Jogos de Nintendo 3DS

Há muito tempo eu comecei um Top 25 do Nintendo 3DS, uma lista com os 25 melhores jogos do portátil. Porém, enquanto o Top 25 do PS Vita foi fácil de fazer, a do 3DS acabou se provando muito difícil, pois não encontrava 25 jogos que recomendaria a outros jogadores.

Poucos meses atrás a lista se estagnou com vinte e poucos títulos e eu não vejo mais nenhum lançamento futuro do Nintendo 3DS que possa entrar nela, então estou soltando-a agora, com um pequeno detalhe, um asterisco.

* Deixei separadas a 10ª e 20ª posições para vocês mesmos preencherem. Deixem nos comentários o nome do jogo e um parágrafo de bom tamanho explicando por que vocês acham que esse título merece a posição e eu adicionarei os dois que mais convencerem.

Confira abaixo o Top 25 Jogos de Nintendo 3DS:

25- Project X Zone



Imagine um jogo de estratégia com os principais personagens da Namco, Sega e Capcom, que vá desde séries como Tekken, passando por Virtua Fighter, até chegar em Street Fighter. Project X Zone é isso, uma grande bagunça com um elenco enorme de ilustres dessas três grandes empresas. Há o porém de que o jogo em si não é tão bom, mas com tamanha quantidade de personagens provenientes de franquias diferentes, é um milagre que o jogo tenha vindo para o ocidente.

24- Mario Kart 7



Mario Kart já se tornou um jogo de conforto, pois todos sabemos o que esperar e como nos divertir com ele. Porém, as versões DS e Wii estabeleceram um patamar muito alto, ao qual Mario Kart 7 e 8 não estão fazendo frente. Assim como Super Mario 3D Land, MK7 foi apressado para aumentar vendas do 3DS e dá pra notar isso. Para piorar, é de longe o jogo mais insuportável da franquia em relação a cascos azuis, algo que precisa urgentemente ser consertado na fórmula. Como outros, ele até diverte, mas frustra na mesma medida, senão até mais.

23- Bit.Trip Saga


A verdade é que Bit.Trip Saga é apenas um pacote de bônus para chegar ao genial jogo de corrida infinita rítmico, Bit.Trip Runner. Trata-se de uma série de minigames rítmicos que começou no Wii e acabou indo parar no 3DS por um preço razoável. A maioria dos minigames não entretém tanto assim, deixando Bit.Trip Runner como a estrela. A produtora Gaijin Games acabou percebendo isso e acabou se focando apenas nesse jogo, lançando Bit.Trip Runner 2, ainda melhor, mas infelizmente não para o 3DS.

22- Senran Kagura Burst



Este título é um caso interessante, pois Senran Kagura é uma série que se aproveita de extremo apelo sexual, como colegiais em situações estranhas e com objetos coincidentemente roliços. Por baixo de toda essa safadeza, porém, há um beat'em up divertido sobre sair andando e batendo em todos como nos jogos de antigamente. O principal problema é que o jogo eventualmente fica muito repetitivo, defeito que também pode ser encontrado em títulos semelhantes como Code of Princess.

21- Gunman Clive



Por apenas R$ 2 você pode comprar um dos jogos com melhor game design do eShop, Gunman Clive. Estamos falando de um título sem muita ambição, onde um cowboy vai lutando contra bandidos por várias fases. No entanto, o que torna o jogo fantástico são suas fortes influências de clássicos como Mega Man. É incrível ver o quanto Gunman Clive faz coisas certas e apenas é uma pena que por R$ 2 não dê pra esperar mais do que 1 hora de duração.

20- ??????



?????????????????????????
?????????????????????????
?????????????????????????
?????????????????????????

19- VVVVVV



Apesar de o nome parecer entregar todo o jogo de bandeja, VVVVVV é bem mais do que apenas seu título sugere. Trata-se de uma agradável mistura de plataforma indie com alto desafio e uma pitada de aventura tradicional com exploração que lembra clássicos como Metroid. Tudo isso com um visual 8 Bits que não nega as raízes indies.

18- Attack of the Friday Monsters! A Tokyo Tale


Este foi um título bastante inesperado, por fazer parte da série japonesa Guild02. Ele foi feito por Kaz Ayabe, um nome desconhecido no ocidente, criador do jogo Boku no Natsuyasumi, cujas raízes se estendem até Attack of the Friday Monsters!. Trata-se da história de uma criança que se muda para uma cidade onde monstros gigantes (kaijus) atacam toda sextas-feira. O conceito é bem mais legal que a execução, mas ainda é um jogo extremamente charmoso e de uma inocência ímpar.

17- Liberation Maiden


O jogo do excêntrico diretor Goichi Suda para Nintendo 3DS traz mais um de seus bizarros conceitos, como parte da série japonesa Guild01. Imagine que a Presidente do Japão tivesse que pessoalmente entrar em um Mecha e combater inimigos em batalhas aéreas, isso é Liberation Maiden. É um título estiloso, como se espera de Suda, com uma pitada de inspiração de Star Fox. Seu único defeito é ser um pouco curto.

16- Zen Pinball 3D



É difícil imaginar que um jogo de Pinball possa ser tão bom, mas a Zen Studios não conquistou subitamente esse mercado esquecido à toa. Zen Pinball é um ótimo jogo do gênero, extremamente criativo, uma aula de conteúdo, e rapidamente criou várias sequências, trazendo de volta franquias como Star Wars e Marvel para o mundo das bola de metal.

15- Animal Crossing: New Leaf



Conhecida por sua natureza "ame, odeie ou durma enquanto joga", a série Animal Crossing sempre teve um charme especial com seu estilo de jogo pacato e divertido de maneiras antes impensadas. A franquia não tem se renovado suficiente e a novidade deste novo capítulo é que agora você é o prefeito da cidade, o que é legal mas ainda não é a novidade que ela precisa. New Leaf ainda escapa como um ótimo jogo, mas a franquia já está repetitiva demais para outro capítulo.

14- Scribblenauts Unlimited



Desde a criação da série Scribblenauts no Nintendo DS eu afirmo que ela é uma das coisas mais criativas que vimos surgir na nossa geração. A ideia de "crie qualquer coisa, resolva tudo" é genial, dando aos jogadores um caderno mágico que pode criar qualquer objeto e oferecendo ajuda a pessoas com problemas. As mudanças nesse capítulo não foram todas para melhor em relação ao Scribblenauts original e Scribblenauts 2, mas pelo menos o jogo está dublado em português no Nintendo 3DS, com um preço justo.

13- Fire Emblem: Awakening



A série Fire Emblem sempre foi muito tradicional, basicamente o mesmo jogo do Nintendo 8 Bits apenas com novos gráficos e apesar disso, era muito boa. Recentemente no 3DS, Awakening tentou trazer ideias novas. Ainda é Fire Emblem, ainda é um bom jogo de estratégia, mas não dá pra negar que algo se perdeu pelo caminho. Não é tão amargo porque vemos que algo deu errado enquanto tentavam fazer melhor, mas ao mesmo tempo ainda é algo chato de acontecer. Por outro lado, é o capítulo mais fácil pra um novato conhecer a franquia.

12- Pokémon Rumble Blast



Apesar de ser um ótimo conceito, Pokémon Rumble já chegou ao 3DS meio cansado, sendo que não tem cara de jogo completo, mas de minigame vendido no eShop. É muito bom poder finalmente pegar os Pokémons e sair por aí batendo em todo mundo, como se fosse um beat'em up, mas Rumble Blast falha ao não exibir qualquer tipo de evolução sobre as versões do Wii, por exemplo. É uma aventura divertida, mas se torna muito repetitiva com o tempo.

11- Rhythm Thief



Este é um dos jogos mais Nintendo DS do 3DS, algo de que o portátil carece muito. Criado pela Sega, Rhythm Thief coloca os jogadores no papel de um ladrão estiloso que rouba vários tipos de arte e itens valiosos através de minigames rítmicos. No entanto, o jogo é bem volátil e tem momentos incrivelmente excitantes seguidos por outros realmente abismais. É uma experiência que vale muito a pena, mas com defeitos que a diminuem.

10- ??????



?????????????????????????
?????????????????????????
?????????????????????????
?????????????????????????

9- Star Fox 64 3D



Uma versão portátil de Star Fox 64 é uma ideia tão boa quanto Flan em tubos, não há como recusar. Um jogo que já era ótimo no Nintendo 64, ganha ainda uma leve demão nos gráficos e de quebra um efeito 3D (que nesse tipo de jogo até funciona bem), se tornando uma escolha perfeita para o portátil. A Nintendo poderia ter feito um mínimo esforço para adicionar um modo multiplayer online ou algum conteúdo extra, mas a campanha single player ainda é de peso.

8- Resident Evil Revelations



De todos os títulos do portátil, Resident Evil é um dos que mais demonstra ter tido investimento e isso realmente se reflete na qualidade do jogo (especialmente no visual). Como sabemos agora, boa parte desse investimento já era pensando em uma versão HD posterior para os consoles de alta definição. Ainda assim, é uma aventura de alta qualidade no Nintendo 3DS com alguns dos melhores gráficos já apresentados no aparelho e uma natureza que combina bem com um portátil.

7- Donkey Kong Country Returns 3D



Quando Donkey Kong Country Returns foi lançado no Wii havia um problema muito simples: controles de movimento obrigatórios em coisas que não faziam sentido. A versão 3DS ao consertar esta simples questão já se torna bastante superior e nos oferece um jogo de plataforma de qualidade em versão portátil, perfeito para qualquer ocasião, com direito a um nível de dificuldade mais brando para jogadores casuais.

6- Sonic Generations



Outra grande surpresa no Nintendo 3DS foi Sonic Generations, um jogo que nem é de todo mal nos consoles, mas que realmente brilha em sua versão portátil. Enquanto nos consoles o jogo fica dividido entre fases do Sonic clássico em 2D e Sonic moderno em 3D, com muitas missões e chateações atrapalhando o ritmo, no 3DS o jogo é todo 2D e flui de uma maneira muito mais prazerosa, consagrando-se como um dos melhores títulos de plataforma do videogame.

5- The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D



Clásssico é clássico, Zelda é Zelda, e vice e versa. No início do Nintendo 3DS era muito difícil encontrar jogos que realmente tivessem uma aventura a ser vivida e The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D foi o primeiro a suprir essa necessidade, apesar de não ser exatamente original. O jogo é um remake um pouco preguiçoso, sem novidades e sem nem mesmo ter evoluído muito nos gráficos, mas ainda é um remake do melhor jogo de todos os tempos e isso conta muito.

4- Super Mario 3D Land



Existe um abismo de diferença entre a franquia Super Mario em 2D e 3D e Super Mario 3D Land tentou fazer uma ponte entre eles. O resultado dessa mistura acabou sendo um novo elemento, pois 3D Land não é Mario 2D nem é Mario 3D, é alguma outra coisa (um pouco questionável). O jogo foi claramente apressado para aumentar as vendas do 3DS e por isso é um pouco curto, porém é um dos títulos mais originais, agradáveis e divertidos do portátil.

3- Tales of the Abyss



Originalmente lançado para o PlayStation 2, Tales of the Abyss é mais um jogo da série de RPG "Tales of" da Namco Bandai. Não é o melhor dos capítulos da franquia, ficando atrás de Tales of Symphonia do GameCube e Tales of Vesperia do Xbox 360, mas ainda é um RPG muito acima da média, se encaixando melhor em um portátil do que um console. Junte uma aventura duradoura e intrigante com um grande mundo cheio de opções a se explorar e sistema de batalha ativo e você tem um fortíssimo candidato.

2- The Legend of Zelda: A Link Between Worlds



Provavelmente a maiori surpresa do Nintendo 3DS, o jogo The Legend of Zelda: A Link Between Worlds, foi um feliz acidente na série, que só vinha decaindo a cada capítulo. Praticamente todos os defeitos anteriores são jogados para o alto e o título traz de volta uma mecânica mais simples, que não apenas funciona como é extremamente prazerosa. O jogo peca um pouco em não ter mais extras, mas permanece sendo obrigatório, facilmente um dos melhores do 3DS.

1- Kid Icarus: Uprising


O renascimento de Kid Icarus no Nintendo 3DS é sem dúvida a aventura mais completa oferecida no portátil. A todo momento a jornada de Pit parece estar chegando ao fim, mas cada vez mais coisas surgem, chegando a um nível ridículo, mas sempre mantendo o jogador com cada vez mais conteúdo. Um jogo que poderia ter simplesmente ficado satisfeito em ter 10 fases sem muita pretensão, traz 25 sem perder o fôlego.

Muitas vezes o 3DS falha em oferecer uma boa jogabilidade, especialmente nas partes terrestres, mas a aventura em si é excitante e frenética, fazendo com que você possa relevar um pouco tudo isso. Um sistema simples de dificuldade ajustável e recompensas de acordo com o desafio ainda te prende a longo prazo, além de oferecer multiplayer online, sendo um dos jogos mais completos do portátil.

Ausências justificadas:

Bravely Default - Não joguei, acho que entraria em uma posição alta da lista
New Super Mario Bros. 2 - Esquecível, não parece um Mario
Pokémon X & Y - Capítulo bem fraco da saga
Paper Mario: Sticker Star - Fraquíssimo, decepcionante, vergonha para a série
Mario & Luigi: Dream Team - Não joguei, mas não parece muito bom
Professor Layton e Phoenix Wright - Ambas as séries já deram o que tinham que dar, estão um pouco cansativas, mas Professor Layton vs. Phoenix Wright provavelmente entraria.
Theatrhythm Final Fantasy - Sofre de um excesso extremo de DLCs
Luigi's Mansion 2 - Sistema de missões repetitivo, só vale para quem não jogou no GameCube

151 comentários:

  1. Você teve acesso a uma cópia exclusiva antes do lançamento de Mario Kart 8 pra saber se o jogo é bom ou não? Porque até onde eu sei Mario Kart 8 não foi lançado, como você sabe que ele é inferior ao Mario Kart Wii?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trabalhamos com previsões no blog, podemos falar que um jogo vai ser melhor ou pior que o outro com base até em trailers de 30 segundos

      Excluir
    2. Até agora todos os trailers de Mario Kart 8 estão espetaculares. E as novidades relacionadas ao multiplayer online e tudo mais demonstram que o jogo vai ser muito melhor que Mario Kart Wii.

      Excluir
    3. Há muita expectativa por ser o primeiro Mario Kart com gráficos em HD, mas isso só agradará críticos, o público está esperando outra coisa. O real teste de Mario Kart 8 é quanto ele vai conseguir fazer o Wii U vender e quanto as pessoas continuarão jogando após o seu lançamento.

      Uma coisa que vemos com frequência na indústria são notas dadas por excitação, como Grand Theft Auto 4. O jogo angariou uma série de notas 10, mas muitos jogadores simplesmente abandonavam a aventura no meio por desinteresse.

      Outro exemplo é que os críticos não sabem o que o público quer. Ninguém sabe ainda se as funções anti-gravidade, como correr em paredes e no teto, irá afastar jogadores, por exemplo.

      Excluir
    4. Fazem previsões desse tipo usando traikers de jogos com 30 segundos kkkkkk

      Que bosta perda total de
      credibilidade

      Excluir
    5. Só há perda de credibilidade se errarmos e até agora não erramos em nada

      Excluir
    6. Kkkkkkk que arrogância, cara. Dizer q é inferior ao wii sem nem ter lançado e afirmar que se baseia em vídeos de 30 segundos foi de longe o maior tiro no pé. kkkk vergonha alheia, na boa.

      Excluir
    7. Fazemos previsões no blog o tempo todo, usando até mesmo vídeos de 30 segundos. Só pode haver perda de credibilidade se errarmos na previsão e até agora não erramos

      Excluir
    8. Acho que vc errou nessa previsão que até então vcs numca erravam kkkkk

      Excluir
    9. Veja bem Anônimo, "O real teste de Mario Kart 8 é quanto ele vai conseguir fazer o Wii U vender e quanto as pessoas continuarão jogando após o seu lançamento"

      O Wii U decolou em vendas com Mario Kart 8? Não, vendeu um pouco mais e estagnou, continua muito abaixo do GameCube. Mario Kart Double Dash fez o GameCube aumentar suas vendas por meses, mas Mario Kart 8 não fez isso com o Wii U

      As pessoas continuam jogando Mario Kart 8 um ano depois? Você continua ouvindo falar do jogo em grupos? Não, o assunto agora é Splatoon. As pessoas ainda jogavam Mario Kart Wii em massa quando os servidores foram desligados, havia projetos inteiros dedicados a transformar Mario Kart Double Dash em um jogo online, como o "Warp Pipe"

      Mario Kart 8 vendeu 5 milhões, é o capítulo menos vendido da franquia, é o ponto mais baixo dela. Mario Kart Wii vendeu 35 milhões, são as maiores vendas da franquia

      Não vejo como erramos aí, inclusive o jogo foi aclamado por críticos do jeito que falamos, mesmo com o público não abraçando o produto

      Excluir
    10. Cara pare de falar asneira.

      A Galera continua jogando Mario kart 8 é um dos jogos mais joganos no wii u.

      Entre online e veja, caso vc tenha um wiiu.

      Cara Comparar as vendas de mario kart no wii é piada, o console vendeu mais de 100 milhoes de aparelhos contra 10 milhoes de Wii u.

      Se for parar para pensar 70% dos donos de wii não compram mario kart, 50% dos donos de Wiiu compraram mario kart. O Mario kart do wii vendeu mais pq o console vendeu muito.

      Claro que mario kart 8 vai ser o jogo menos vendido da franquia, mas a culpa disso é o baixo numero de vendas do console.

      Excluir
    11. Se as pessoas continuassem jogando Mario Kart 8 você não precisaria defender o jogo, seria um fato observável, não é o que ocorre. Ser um dos mais jogados no Wii U não significa nada com a base instalada mínima do console. Você não ouve mais falar de Mario Kart 8

      As pessoas compram consoles para chegar aos jogos, Mario Kart Wii fez as pessoas comprarem o Wii, mas Mario Kart 8 não fez as pessoas comprarem o Wii U. Ele perdeu até mesmo para Mario Kart: Double Dash!! do GameCube

      Excluir
    12. Raphael, errar faz parte da vida.

      Excluir
    13. No blog só falo o que tenho certeza ou aviso com antecedência que há mais de um cenário possível, não haveria sentido criar um blog para falar coisas erradas

      Excluir
  2. Opnião de merda.

    Use fatos, não opniões, para fazer esse tipo de lista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é minha opinião técnica, logo, fato

      Excluir
    2. Tua opinião não é um FATO. Eu posso achar um jogo muito bom, ao contrário de muitas pessoas. FATO é que você se acha o dono da verdade, fica a dica aí

      Excluir
    3. Como eu disse, é minha opinião técnica, minha opinião técnica não é baseada no que eu acho, é baseada no que eu sei, logo, é um fato

      Não é se eu, particularmente, gosto ou não de um jogo, é se todos os elementos certos estão distribuídos de forma satisfatória para ser classificado como um bom jogo

      Você gostar de um jogo não faz ele bom, faz ele se encaixar no seu gosto. Quando eu gosto de um jogo, é porque ele é bom, se encaixa em padrões de qualidade alta de game design, etc

      Excluir
    4. Kkkkkkkkkkk tá fazendo o que num blog então? Vai conversar com os principais desenvolvedores de games e impor sua opinião, sabichão. Ela é incontestável né. KKKKKKKK vc é demais, cara, me proporcionou belíssimas risadas hj. ;)

      Excluir
    5. Não gosto muito de conversar com desenvolvedores, apenas ofereço consultoria paga às vezes

      Excluir
    6. Kkkkkkk vc é risível

      Excluir
    7. Qual o problema? Acho desenvolvedores chatos, a maioria é egocêntrica

      Excluir
    8. Está vendo seu espelho :)

      Excluir
    9. Não chapa, sou diferente de todos os desenvolvedores

      Excluir
    10. Parem de discutir. É um jogo bom? Sim. É criativo? Sim. Mas foi um fracasso comparado aos outros, junto com o console, que vendeu menos que o 3DS, que vendeu pouco. Por causa disso, será brevemente esquecido. Eu diria que os dois estão meio certos.

      Excluir
  3. É meio q insuportavel ver pokemon rumble blast na frente do Mario Kart 7, ele apesar de apressado, oferece um gameplay solido. Nao sei pq a nintendo nao colocou o modo vs, mas correr em pistas aleatorias ja foi resolvido pelo torneio do streetpass. Colocar o mario kart 7 em uma posiçao muito baixa somente porque não fazia justiça aos seus antescessores é pesado, mkwii e mkds são deuses a parte, o maior desafio da nintendo é fazer melhor do que isso.

    Kid icarus é obrigatório!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pokémon Rumble Blast é um conceito muito forte, pegar pokémons e sair lutando, era algo que faltava à franquia, uma ideia que poderia crescer com o tempo.

      E enquanto Pokémon Rumble Blast eu joguei até o final, Mario Kart 7 eu acabei abandonando pelo excesso de cascos azuis. Em uma corrida de 3 voltas cheguei a receber 4, isso sim é insuportável.

      Excluir
  4. Nao entendi as interrogações.

    Mano, por favor, analise a situação da Sony e Microsoft também!

    A Sony ta estranha... o PS4 vai vencer a corrida nas vendas, mas a Sony tá com prejuizos imensos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logo no início do texto estão explicadas as interrogações.

      Estou sem tempo para analisar qualquer coisa ultimamente =( esse Top já estava pronto há alguns meses

      Sempre é bom lembrar que Sony e Microsoft não são empresas apenas de jogos, então as finanças delas não são inteiramente da nossa conta, como jogadores

      Excluir
    2. Mas todas são empresas de capital aberto e você pode abrir os relatórios financeiros delas e analisar se os games estão gerando lucro ou não.

      Excluir
    3. Sim, mas é impossível ter uma análise completa sem entender todos os outros segmentos onde elas atuam e eu sou especialista apenas em jogos.

      Por exemplo, as plataformas PlayStation dão lucro, mas a Sony em si está operando no prejuízo há anos. A Microsoft perde milhões com sua divisão do Xbox, mas não liga, porque possui reservas quase infinitas.

      Apenas no caso da Nintendo as finanças estão diretamente ligadas ao desempenho da empresa nos videogames e jogos.

      Excluir
    4. Isso que você disse é uma inverdade. Xbox não dá prejuízos pra M$. O relatório do último trimestre mostrou que o Xbox One contribuiu pros lucros.

      Excluir
    5. A divisão do Xbox dá prejuízos constantes, você está falando apenas do último trimestre. Investidores estavam pressionando a empresa para vender a divisão de Xbox devido aos imensos prejuízos que ela têm acumulados

      Excluir
    6. Estavam pressionando para que fosse vendida devido a menor rentabilidade, não prejuízo. A divisão não dá prejuízo.

      Excluir
    7. Você deve ter lido apenas os relatórios da própria Microsoft, onde a divisão do Xbox não dá mais prejuízo desde 2005, acredito. Porém, a Microsoft disfarça os seus gastos com convenientes alocações.

      O setor de entretenimento da Microsoft, em maioria constituído pelo Xbox, tem prejuízos de US$ 2,95 bilhões por ano, dos quais estima-se que 2 bilhões seriam apenas do Xbox. Estes números até constam nos relatórios, mas são pré-alocação.

      A empresa pega esses prejuízos e vai atribuindo-os a outras divisões, teoricamente responsáveis por eles. Ao final dessa distribuição, a divisão que perdeu bilhões de dólares aparece como tendo ganhado milhões.

      Se você olhar os números da Microsoft vai ver que eles são estranhamente estáveis (quase como o crescimento da China). Como a empresa não seria afetada por gastos como o escândalo das três luzes vermelhas? Eles tiveram que garantir anos a mais de garantia para o consumidor, isso custa muito dinheiro.

      Não duvido que o trimestre do lançamento do Xbox One tenha dado lucro, porque os custos de pesquisa e desenvolvimento ficam para trás, você apenas colhe os louros.

      Excluir
  5. Sheridan, você, assim como o Malstrom, defende (ou defendia) que o vendia um console são os jogos. Explique aí então porque o PS Vita não vende mais que o 3DS já que ele tem, segundo você, os melhores jogos. Ou você é que está mudando de opinião mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que vende um console não são os jogos, é a filosofia, a qual por sua vez pode levar ou não aos jogos desejados. As pessoas não compram o videogame pelos jogos, mas pelo tipo de jogo que esperam que ele terá.

      Por isso o PlayStation 4 está vendendo mais do que o Xbox One mesmo o console da Microsoft tendo alguns exclusivos de peso como Ryse, Forza, Dead Rising 3 e o PlayStation 4 não tendo nenhum. As pessoas estão esperando que a longo prazo o PS4 receba os melhores jogos.

      O PS Vita ter jogos melhores do que o 3DS para o público hardcore, não significa nada, é a famosa corrida pra ver quem chega primeiro ao fundo do poço, o mesmo tipo de oceano vermelho do Xbox 360 e PlayStation 3.

      Não adianta você ter uma filosofia que valoriza apenas o jogador hardcore, porque ele é apenas 1/3 do mercado. 3DS e PS Vita estão perdendo os outros 2/3 do mercado para smartphones e tablets.

      Qualquer jogador como eu, você e alguém lendo um blog de jogos na internet, deve achar os jogos do 3DS e PS Vita melhores do que os smartphones e tablets. Então por que os portáteis não vendem mais? Ser melhor para nós, não é um fator.

      Plataformas como o Wii, por exemplo, não venderam apenas por Wii Sports. As pessoas esperavam jogar Wii Sports e depois encontrar uma continuidade dessas ideias em jogos futuros. Elas compraram o Wii pela sua filosofia.

      Quando uma plataforma não realiza todo o seu potencial, como o Wii, quem o comprou esperando ter sua imaginação captura se sente traído, não confia mais na Nintendo e isso afeta o Wii U.

      Excluir
    2. "Qualquer jogador como eu, você e alguém lendo um blog de jogos na internet, deve achar os jogos do 3DS e PS Vita melhores do que os smartphones e tablets. Então por que os portáteis não vendem mais? Ser melhor para nós, não é um fator."

      Na verdade, não. rs
      Troquei os jogos de console pela simplicidade de alguns poucos bons jogos para plataformas móveis. Os jogos do 3DS são cheio de recursos e frescuras, diferente de vários jogos "pegue e jogue" do DS. Depois do Wii e do DS não tive saco para jogar mais, e só acompanho o Malstrom e o seu blog porque gosto da forma como vocês discutem o mercado.

      O que me estranhou é que me pareceu que você estava mudando de opinião. Aliás, teve vários jogos do Cube, depois se tornou adepto do Wii e agora defende o Vita.

      Eu mesmo só quero uma diversão simples. Até os consoles tem 1001 menus e funções quando eu só quero ligar e jogar algo.

      Excluir
    3. É raro encontrar alguém lendo sobre jogos na internet que não seja hardcore, você provavelmente já foi um dia e abandonou, o que também é raro. Para o público hardcore, 1/3 do mercado, portáteis são melhores do que smartphones e tablets, mas isso não está fazendo eles venderem mais.

      O GameCube não foi um bom console no geral, foi uma evolução do Nintendo 64 com a mentalidade da Nintendo de "Vamos fazer o que quisermos, sem dar satisfação a ninguém", o que levou a jogos como Super Mario Sunshine e The Legend of Zelda: The Wind Waker, grandes descaracterizações das séries.

      Porém, foi nessa época também que a Nintendo teve uma epifania, percebeu que os jogos estavam ficando complicados demais, que os custos estavam aumentando, que a indústria entraria em crise, etc.

      A criação do GameCube foi sob uma premissa péssima e pagou por isso, mesmo tendo jogos de qualidade na janela de lançamento, como Resident Evil, Star Wars: Rogue Squadron 2 e Super Smash Bros Melee. As pessoas não queriam o que o GameCube, como console, oferecia, independente dos jogos.

      No meio da vida do GameCube no entanto, ele se tornou embrião do Wii, a Nintendo percebeu que precisava mudar o mercado. O jogo mais emblemático disso era Kirby Air Ride. A Nintendo quis criar um jogo onde era possível jogar com apenas um botão.

      O próprio Wii Remote começou como um acessório para o GameCube, mas teria sido um fracasso como periférico, era preciso reapresentar todo um novo produto com nova filosofia.

      Assim como o GameCube foi embrião do Wii enquanto o PlayStation 2 não fez nada pela Sony, o PS Vita está sendo embrião de alguma coisa, que pode ou não virar algo interessante.

      O PS Vita tem mais coisas em comum com o PSOne, enquanto o 3DS tem mais em comum com a péssima filosofia inicial do GameCube.

      Embriões cheios de possibilidade são muito mais interessantes do que plataformas decadentes, porque algo grande pode vir a partir deles.

      O que viria a partir de plataformas arrogantes como o PlayStation 2? Um PlayStation 3 de $600 dólares. De um Nintendo Wii abandonado pela própria Nintendo? Os péssimos 3DS e Wii U.

      As únicas plataformas que ainda tem algum potencial de virar algo inesperado são o PS Vita e o PlayStation 4, todas as outras já estão com seus papéis estabelecidos no mercado, e isso é monótono.

      Excluir
  6. Já estamos na metade da vida do PSVita e do 3DS a sua previsão a cerca dos dois não se concretizou ainda, e eu duvido que se concretizará.

    Por mais que o 3DS esteja vendendo menos que o DS, com a mesma idade, ele ainda tá encostando no número de vendas do GBA que foi um portátil muito popular.

    Acho bem mais provável que a diminuição das vendas do 3DS em relação ao DS tenha se dado por outros motivos, como a ausência de pirataria, crescimento do mercado de jogos de smartphones/tablets e também de jogos sociais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O 3DS está em seu terceiro ano, o PS Vita no segundo. E em 2 anos os fatores que eu vou mencionar agora estarão ainda mais aparentes.

      Satoru Iwata criou o Nintendo 3DS para vender mais do que o DS. Gastou dinheiro para isso e qualquer coisa abaixo disso, já é um fracasso, pois é um passo para trás. Depois de ser grandioso você não pode ser mediano e dizer que está ok.

      O único ano em que o 3DS vendeu "bem" foi o primeiro ano, onde vendeu mais do que o DS. Só que o DS era um produto disruptivo, o primeiro ano não é para ter vendas altas, ele cresce nos anos seguintes.

      Já o 3DS teve um corte de preço vertiginoso em seus primeiros três meses, trazendo as vendas que seriam realizadas nos anos seguintes para o primeiro ano. Isso é feito ao custo de um grande prejuízo financeiro e pela falta dessas vendas posteriormente.

      No terceiro ano do 3DS ele vendeu menos do que o esperado, um ano em que ele recebeu jogos de grande peso, como Monster Hunter 4 no Japão e Pokémon X & Y mundialmente. Só ouvimos como esses jogos são sucessos, mas não sentimos isso. Eles não viram fenômenos de público, não geram frisson.

      A filosofia do 3DS é infinitamente mais fraca e genérica que a do DS, ela está a par com a do GameBoy Advance. O problema é que o GBA foi lançado em uma época de crescimento econômico. Estamos em uma crise agora e o DS que era o portátil anti-crise, não o 3DS. Isso está refletindo nos prejuízos da Nintendo.

      O PS Vita e o Wii U podem vender menos do que eu previ, pois apesar de chegar a prever a crise econômica, é um fator que está fora da minha área e ela chegou pelo menos um ano antes do que eu esperava

      Não tem a ver com a qualidade dos videogames em si, eles não são piores do que o PSP ou o GameCube, e deveriam atingir basicamente o mesmo público. Porém, as condições globais mudaram.

      Excluir
    2. Mas você tem que considerar que na época do DS os smartphones não eram tão populares como hoje e isso consome parte do mercado de portáteis. Isso não significa que o 3DS tenha uma filosofia falha. Concordo que de 150 milhões pra 80 milhões (que é provavelmente o máximo que o 3DS vai vender) é uma decadência enorme, mas isso era inevitável de qualquer forma, porque os portáteis voltaram a ser produtos de nicho.

      GameBoy Advance foi o portátil mais popular da linha GB e vendeu muito mais que todos os seus concorrentes, acho meio estranho você falar como se tivesse sido um fiasco, mas eu não enxergo o 3DS como um novo GBA e sim como uma evolução natural do DSi.

      DS não era um portátil anti-crise porque ele foi lançado em 2004 e a crise começou em 2008 e nós nem estamos no pior momento da crise. Consoles de video games são produtos de entretenimento e o mercado de entretenimento é um dos primeiros a sofrer com uma crise econômica, por que você acha que só agora que a crise está afetando as vendas dos jogos?

      Excluir
    3. Desde o Nintendo DS os analistas já empurravam a conversa de que smartphones estavam conquistando o mercado. O próprio GBA supostamente já estava perdendo algum mercado para jogos mobile, segundo esses analistas. Por que? Porque era o que a indústria queria.

      Na época da explosão de Angry Birds, Plants vs. Zombies, Cut the Rope e outros títulos famosos que fizeram as pessoas olharem para os smartphones como plataformas primarias de jogo, os analistas já falaram que os telefones roubariam uma fatia do mercado de portáteis, mas não roubavam.

      Os analistas insistiam muito que o DS estava fadado a perder o mercado, mas ele continuava crescendo, ele se manteve relevante apesar da febre dos smartphones começar na sua época.

      Uma boa plataforma dedicada de jogos sempre pode vencer uma plataforma na qual jogos são apenas uma parte do pacote, porque pode oferecer filosofia superior. O DS oferecia filosofia superior, vencia os smartphones, o 3DS não, e por isso perde mercado para eles.

      A ascensão dos smartphones não era algo inevitável que aconteceria com qualquer portátil. Assim como toda disrupção, é preciso que o líder do momento baixe a guarda, perca o seu elo com o público.

      E sim, o DS e Wii eram plataformas anti-crise porque Satoru Iwata, na época um gênio, previu a crise econômica e disse "precisamos mudar agora". E enquanto a Nintendo mudou, ganhou rios de dinheiro.

      Logo depois ela simplesmente desistiu de tudo e lançou 3DS e Wii U, que não são anti-crise, e estão perdendo todas as suas economias.

      A crise econômica chega aos poucos, pois começa com custos se elevando até sufocar os intermediários. Durante a geração passada, com o Wii, Xbox 360 e PlayStation 3, uma quantidade imensa de estúdios fechou.

      A principal característica da crise econômica do ponto de vista do consumidor e das vendas é que menos riscos são tomados. O que isso significa? Em uma crise, é a oportunidade perfeita para GTA 5 quebrar recordes de vendas (e analistas erroneamente apontarem que não há crise por isso).

      Por que GTA 5 vai vender mais se estamos em crise? Porque é garantido. As pessoas vão tomar menos riscos, vão comprar mais os jogos que têm garantia de serem bons e deixarem de lado os que não têm. Assim como comprarão os consoles que acham que vão ganhar, não os que gostam.

      Até mesmo títulos como Assassin's Creed e o novo Tomb Raider venderam mal, e os custos de produção foram tão altos que quase fecharam no vermelho. Na época do Wii um simples jogo de baixo orçamento podia vender mais de 1 milhão, com grande lucro.

      O GameBoy Advance não era um bom portátil, ele era a única opção em um monopólio. Se o GBA ou o 3DS tivessem sido lançados contra o PSP na época, teriam perdido, pois as pessoas não queriam essa mesmice. O único que poderia vencê-lo era o Nintendo DS.

      Hoje com o domínio dos smartphones e o Nintendo 3DS "vencendo" a geração, quem está recebendo mais jogos? O PS Vita. Porque em uma crise econômica não importa só "vencer", você precisa ser rentável.

      Excluir
  7. Explica isso aqui então, colegão. Até a Sony está querendo abandonar o Vita. E a sua previsão que o Vita ia superar o 3DS em vendas, em tudo? Agora voltou a mudar o discurso de novo. Antes eram os games que vendiam console (antes disso era outra coisa que não me lembro) agora já é a filosofia do sistema: ''eu prefiro serrrrrrrrrr, essa metamorfose ambulante''.

    http://www.gengame.net/2014/06/sony-vitas-graphics-no-longer-a-talking-point-focus-shifting-away-from-first-party-games-to-indies/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há previsão de que o PS Vita iria superar o Nintendo 3DS, desde o artigo "Porque o Nintendo 3DS vai falhar" diz que o 3DS vai vender mais do que o PS Vita. Porque sucesso e fracasso não dependem apenas de vencer um "concorrente".

      O Nintendo 3DS falhou, assim como o PSP, pelo simples motivo do seu objetivo. Ambos queriam vencer o Nintendo DS. Você sai da cidade com uma lança de matar dragão, afirma que vai matar a lendária criatura, leva mantimentos para uma grande jornada, e logo depois volta com um tigre, alardeando o máximo que puder que teve sucesso.

      A verdadeira derrota do Nintendo 3DS é sobre si mesmo e isso está se refletindo nas vendas. A Nintendo gastou muito dinheiro para tornar o 3DS "um sucesso" em seus primeiros anos e agora que não está mais injetando dinheiro, ele está vendendo menos do que no ano anterior.

      Não são os jogos que vendem o console, pois se fossem, não teríamos como explicar consoles que vendem bem sem jogos, como o PlayStation 2 ou mesmo o PlayStation 4.

      O PlayStation 2 ficou um ano sem jogos interessantes, com jogos que pintavam uma péssima imagem dele, como Street Fighter EX 3 e ainda assim ele vendia muito. Pessoas compravam o PlayStation 2 mesmo sem jogos apenas para garantir o console.

      Essas pessoas não estavam esperando algum jogo específico, elas estavam esperando que fossem lançados jogos que as agradassem, mesmo sem qualquer evidência de que os mesmos existissem.

      E como sempre é dito no blog, essas pessoas não são burras, elas são inteligentes. Elas não costumam comprar um produto a não ser que ele conquiste sua confiança. Se depois esse produto não respeitara confiança delas, elas se tornarão inimigas da marca.

      Pessoas que compraram o Wii por Wii Sports e Wii Play, esperando receber mais jogos desse tipo, porém só receberam jogos como Super Mario Galaxy, Metroid Prime 3 ou Wii Music, podem nunca mais confiar na Nintendo, e isso aparece nas vendas do Wii U.

      A Sony erroneamente está adaptando-se ao público do PS Vita. Como esse público está consumindo vorazmente jogos indie, a Sony dará mais jogos indie para eles. Ao invés de se focar em grandes produções, como Borderlands 2, que acabam não vendendo consoles, vão se focar mais em parcerias com indies.

      Esse é uma estratégia simples, chamada "Ponto Frio" e "Ponto Quente". Não se investe muito onde tem pouco retorno e aumenta-se o investimento onde o retorno é maior, ressaltando as forças.

      Porém, não se aumenta público fazendo sempre as mesmas coisas. Aumentar a força indie do PS Vita não vai torná-lo mais atraente para quem ainda não tem um. Ainda assim, Minecraft no PS Vita será a única versão portátil do jogo e isso é uma enorme derrota para o Nintendo 3DS.

      Excluir
  8. Cara esse seu top é uma enorme Facepalm!Daondo Mario 3D land foi feito com pressa?!O jogo foi feito exclusivamente com o 3DS em mente!É o melhor jogo de 3DS,pois utiliza o 3D como parte do jogo!Mario Kart 7 aquém?!Só na sua cabeça seu idiota!Mario Kart 7 inovou a franquia com fases subaquáticas e asas delta!Cara vc só falou merda!Sua anta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No número de fases. Nota-se que Super Mario 3D Land foi feito com pressa por ser tão curto. Mario Kart 7 não foi inovador, essas adições foram meramente "gimmicks" e podem nem mesmo ficar por muito tempo. Seria como dizer que Mario Kart: Double Dash!! foi inovador porque botou duas pessoas por kart.

      Excluir
  9. É muita idiotice num único ser. Mario 3D Land poucas fases? Meu filho, a primeira metade do jogo já tem uma boa quantidade de fases, e na outra metade se abre mais o dobro!

    MALSSSTRINHOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!! Falou e falou no último post e não falou merda nenhuma. Nem respondeu as questões do colega. Tenta responder essa outra então.

    http://www.youtube.com/watch?v=REaUzHef9h4

    Análise certa, bonita, coerente. Diferente da sua que é tendenciosa e falaciosa e até mesmo inocente.

    Fugiu do fórum UOL depois de ser massacrado quando postou um vídeo mostrando a sua pessoa. Deve doer ser um nada na vida real e tentar contra-atacar tentando ser alguém na vida virtual. Mas não se preocupe não, o MALSSTRINHOOOOOOOOOOOOO vai sempre estar com você, mesmo que só na sua imaginação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super Mario 3D Land tem poucas fases sim, esse "dobro" de fases que você está mencionando são as mesmas fases requentadas com pequenas alterações

      A análise do Extra Credits está extremamente errada. Ela diz que o PS Vita falhou porque não teve apoio das thirds. Já vimos consoles fazerem sucesso mesmo contrariando as thirds, como o Wii, e a própria lista de lançamentos do PS Vita mostra que ele não tem problema com thirds.

      Há mais jogos sendo lançados para o PS Vita do que para o Nintendo 3DS, e isso sem contar os indies. Eu não estou inventando esses fatos, basta pesquisar:

      PS Vita: http://www.gamefaqs.com/vita/releases/region-1
      3DS: http://www.gamefaqs.com/3ds/releases/region-1

      Normalmente análises "bonitas e coerentes" não estão certas. A verdade é feia, esquisita, contraria o jogador hardcore. Se o jogador hardcore concorda com a análise, ela está errada.

      Não fugi do Fórum UOL, parei de frequentar devido à péssima moderação de lá. Depois de já ter saído, pessoas que gostam do meu trabalho continuaram postando meus artigos e vídeos lá.

      Não fui criticado por aparecer pessoalmente no vídeo, recebi muitos elogios. Faria mais vídeos mas meu tempo se tornou muito escasso, já que eu trabalho.

      Agora, seja mais educado, pois se continuar apelando para ofensas por falta de capacidade de dialogar, seus comentários serão removidos

      Excluir
  10. 20:super mario 3D land


    10:pokemon X ou Y

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super Mario 3D Land eu botei na quarta posição

      Acha mesmo que Pokémon X/Y vale uma posição?

      Excluir
    2. Sim acho é concordo com o cara acima

      Excluir
    3. Eu preciso de um parágrafo para colocar na posição, pode ser do Anônimo ou da Amanda

      Excluir
    4. Como assim precisa de de um paragrafo ? tu nao jogou o game nao cara ? O jogo simplismente marcou uma nova era dos jogos de Pokemon, inovou nos graficos, quests, lutas, sem contar nas inumeras novidades que o jogo traz como por exemplo a customizaçao de personagem que ate entao na serie nao existe, basta pegar seu 3DS ai e entrar no jogo vai ver que ate hoje tem jogadores jogando diariamente, pelo jeito ou voce nao jogou o game ou e um daqueles fãs que ficam falando que na sua epoca era melhor. Ate mesmo o Pokemon ORUS que e um remake da serie poderia estar na lista, melhor voce rever esses seus conceitos ai.
      "Este também foi game com a maior quantidade de novidades já lançado na série, com direito a um visual 3D e com gráficos avançados nunca antes vistos em Pokémon. O salto da geração passada para este foi imenso, e por isso o torna um dos mais marcantes de toda a saga." - TechTudo.

      Excluir
    5. Eu não acho que o jogo mereça estar no Top 25, foi muito decepcionante, mas eu deixei duas posições abertas para os usuários, então se eles quiserem botar Pokémon X, eu não me oponho, mas eles que digam o motivo pelo qual desejam colocar o jogo lá.

      Na época desse Top 25 não havia ainda Pokémon Omega Ruby e Alpha Sapphire, mas duvido que entrasse também, pois Ruby e Sapphire eram os piores capítulos do GBA. "Too much water" como disse a IGN.

      Aqui nossa review do Pokémon X
      http://www.nabaladadomariobros.com/2013/11/review-de-pokemon-x-y.html

      "A fórmula de sucesso de Pokémon garante que X & Y sejam jogos sólidos, porém sólido não garante mais do que essa nota. Pokémon X & Y caem em uma certa mesmice. São jogos bons o bastante para que você não durma enquanto joga, mas não bons o suficiente para evitar que você boceje."

      Excluir
  11. Não sei se você conhece mas o zero escape virtue's last reward definitivamente merece uma posição na lista(pelo menos na minha pessoal), é um jogo muito bem escrito. O maior problema dele é um bug que não será consertado que deleta o seu save e que o criador esta sem dinheiro para produzir a sequencia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse eu botei no Top 25 do PS Vita. Não botei no 3DS por causa desse bug chato e por já ter sido dado na PS Plus.

      É realmente uma visual novel muito bem feita, altamente recomendada

      Excluir
  12. Respostas
    1. Pokémon X & Y tiveram as menores vendas da série. Não são um imenso sucesso, muito pelo contrário.

      Satoru Iwata disse antes de o 3DS ser lançado que ele iria superar as vendas do DS. As vendas dos últimos anos ficaram abaixo do esperado.

      Não me incomoda a crítica negativa, prefiro estar certo sozinho que errado com a maioria

      Excluir
    2. A maioria das vendas de Pokémon X & Y vieram do início, pois por ser um jogo decepcionante da série não venderá a longo prazo.

      Outra coisa que corrobora o fato de que o jogo vendeu mal é que a Nintendo começou a dá-lo de graça poucos meses depois, o que significa que encalhou e precisavam inflar os números de unidades "vendidas" para relatórios trimestrais.

      A qualidade dos jogos pode ser medida pelas vendas, pois as vendas simbolizam a aceitação ou não do jogador, a qual é um comprovante de qualidade superior à crítica especializada.

      O blog é feio e sem vida de propósito, algo que pelo seu jeito de pensar não deve ser lógico. Eu não quero atrair visitas, nem ter pessoas comentando positivamente e concordando com o que eu digo.

      O objetivo do entretenimento é dar exatamente o que o consumidor quer, o objetivo do jornalismo é o extremo oposto disso, dizer o que o consumidor não quer ouvir.

      Com o seu jeito de pensar atual não tem como entender por que o PS Vita está tendo mais sucesso que o Nintendo 3DS

      Excluir
    3. vc é idiota ? Pokemon X E Y VENDERAM MAL ? AONDE ?
      podem ter vendido pouco se comparado aos outros, porém, sério, fazer comparação de jogos ? vc é algum tipo de Animal irracional ?
      nós temos que analisar o game pelo o que ele é, e não ficar comparado eles com seus antecessores. se pra vc, 13 milhões de unidades vendidas é um numero mal de vendas, eu simplesmente não sei o que é um numero de vendas bom pra vc '-'
      Quantidade não é qualidade :) se fosse assim o Wii Sports seria o melhor game do mundo certo ?

      Excluir
    4. Evite ofensas ou seus comentários podem ser apagados. Sim, Pokémon X & Y venderam muito mal, são os jogos menos vendidos da série, não entendo por que parece absurdo comparar suas vendas com jogos anteriores.

      Se 20 milhões compram um jogo, apenas 15 compram a sequência, e então só 10 compram o terceiro capítulo, sua franquia está perdendo público. Assim como se Pokémon X & Y tivesse feito muito mais sucesso que seus antecessores, eu teria que afirmar que ele está na direção certa.

      Wii Sports é um ótimo jogo, mas ele era distribuído com o Wii, não tinha vendas individuais. No entanto, no Japão ele não acompanhava o videogame e ainda teve ótimas vendas por lá

      Quantidade é qualidade. O público não é idiota, se eles compram é porque exerce bem seu trabalho.

      http://www.nabaladadomariobros.com/2013/07/por-que-vendas-de-jogos-determinam-sua.html

      Excluir
  13. Respostas
    1. Você acabou de falar de gramática e não entendeu a diferença que há entre o PS Vita "fazer mais sucesso" e o PS Vita "ter mais sucesso".

      A Nintendo deu Pokémon X & Y como brinde poucos meses após o lançamento dos jogos, isso é um fato, não é contestável. Quando jogos vendem bem, eles não viram brinde de promoção.

      O seu jeito de pensar ainda é imaturo em relação à indústria, por isso não consegue entender a importância das vendas. Não adianta a mídia pagar pau pro jogo e depois dizer que o público errou ao não comprar. O público não erra, ele consome o que quer, e jogo bom, vende.

      Eu sou especialista em jogos e game design, domino os assuntos que estou falando, faço previsões das quais todos discordam e depois se concretizam. Mas meu objetivo não é receber crédito, apenas partilhar informação.

      Não me incomoda o fato de você estar errada, todos um dia já foram jovens e pensaram saber tudo. Porém, para você o fato de eu estar "tão errado", parece ser desconcertante, a ponto de dar nos seus nervos e perder a compostura.

      Excluir
  14. Respostas
    1. Sim chapa, faço previsões, este é um blog de previsões. Se as previsões estivessem erradas não teria muita credibilidade para continuar fazendo, não? Aqui um exemplo

      http://www.nabaladadomariobros.com/2011/03/analisando-ninja-gaiden-3-em-30.html

      29 já não é mais tão jovem, deveria ter aprendido algumas coisas. Você já tentou me ofender várias vezes e tentou se auto afirmar várias outras.

      Excluir
  15. Respostas
    1. Não faz diferença, cara. O blog faz previsões constantemente e acerta, então fica a cargo do usuário decidir sobre a credibilidade e se quer continuar lendo.

      Excluir
  16. Sim chapa, acertamos, tem vários artigos no blog sobre isso. Só porque você acha que não temos leitores, não significa que não temos

    ResponderExcluir
  17. Respostas
    1. Não há a menor lógica no que você está dizendo

      Excluir
  18. Que lista horrível kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Nintendo 3DS não tem tantos jogos bons assim, infelizmente muitos jogos tem "poréns" muito sérios

      Excluir
  19. você deixou pokemon x e y de fora e diz que foi um péssimo capitulo mas eu e muuita gente acham que esse foi um dos melhores jogos dessa serie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisaria ser muito alheio à série para achar X e Y bons capítulos, são extremamente fracos por si só, mas se comparar com outros da série, são muito piores.

      Pokémon Red e Blue são melhores, Pokémon Gold e Silver, Pokémon Black e White, só mesmo Ruby e Sapphire e talvez Black e White 2 estariam no mesmo nível de X e Y.

      Excluir
  20. Esse verme do Rafael Monteiro realmente não entende nada de pokemon! Na verdade ele não sabe de nada! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E ainda tem a cara de pau de dizer que o rapaz de cima é "alheio" a série, o cara já está sendo mal caráter! Não respeita a opinião de pessoas q entendem sobre o game e a essência dele, bem mais que ele! Absurdo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pokémon X e Y são alguns os piores capítulos da série, se você os acha os melhores, tem algo errado com seu paladar

      Excluir
  21. Na verdade o que faz o seu gosto superior do que aqueles q apreciam a série? porque q eu saiba vc é um nada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei do que falo e falo no meu blog. Se você discordar pode criar o seu blog e falar o que quiser, até que o chão fica no teto

      Excluir
  22. Calma marilda, não tens argumentos e muito menos discernimento! É tão fanboyola, q nem deve ter jogado 30% da lista de 3ds q estas ai, se jogou, prova ai!? Faz vídeos, caso não queira, o choro é livre! rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acorda chapa, apenas estão na lista os jogos que eu joguei, os que não joguei estão nas ausências justificadas como Bravely Default

      Excluir
  23. Como disse, não tem argumentos. Nem metade destes games vc jogou, e fora q de centenas de games vc só classificou aqueles q vc jogou? kkk Ridículo uma lista baseada sem conhecer pelo menos 70% da lista total do 3ds vc jogou, sem mais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já joguei os principais jogos do Nintendo 3DS, eu trabalho com isso. Se fosse falar de jogos que não joguei, não haveria no final uma lista de ausências justificadas

      Excluir
  24. Respostas
    1. A prova está no texto, você que não tem provas para afirmar que não joguei esses jogos

      Excluir
  25. Vc nem conhece estes games, e não posso provar na prática, já q não lhe conheço(ainda bem), mas baseando nesse seu sistema altamente falho de avaliação, é perceptível a falta de noção! E outra, quem tem q provar é vc chica da silva, afinal vc é o dono do blog, eu como "frequentadora", posso exigir tais provas, caso não tenha, então vc não jogou e não conhece! :D Vai tomar teu toddy cara, vc ganha mais... rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como visitante você que tem que provar o que diz. No meu blog eu afirmo o que quiser

      Poderia parar com essas ofensas raciais como "Chica da Silva", não é mesmo? racismo é crime

      Excluir
  26. Não achei Kirby Triple Deluxe na lista, ele foi tão excelente, supera New Super Mario Bros 2 de longe, =(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho gostado dos jogos do Kirbys ultimamente pois estão sem desafio e dando sono, como o Kirby Epic Yarn e Kirby Return to Dreamland, então nem comprei o Kirby Triple Deluxe

      Se quiser colocá-lo em uma das posições livre, 20º ou 10º, só preciso de um parágrafo explicando a escolha

      Excluir
  27. Cara eu indicaria o Metal Gear Solid 3D: Snake Eater.

    Vou ser honesto com você: Eu não joguei o jogo(só a Demo). Mas ele me parece a melhor versão deste game, superando até o HD Collectors. Mesmo a jogabilidade confusa pode ficar muito melhor se você usar o Circle Pad Pro. O jogo parece ter gráficos melhores do que a versão em HD(principalmente num 3DS de tela pequena) e o 3D parece que ficou bem aplicado também. Fora que tem umas novidades tipo a PhotoCamo e o lance de poder andar agachado. A tela de baixo também foi utilizada, tal como outras coisas que 3DS tem. Sendo que o jogo por si só já é incrível combinando a excelente jogabilidade de um dos melhores jogos de vídeo-game da história a um dos melhores enredos de games já escrito, sendo que as animações, a trilha sonora a dublagem, efeitos... putz este jogo é perfeito para mim. Claro que quem já jogou ele milhares de vezes no PlayStation 2 vai acabar tendo bem menos surpresas neste título, mas considerando que você não o tenha jogado ainda e possua um 3DS, cara essa é a sua chance de jogar uma obra de arte.
    Se você não gostou do jogo eu gostaria de saber o por quê; aliás até porque eu também não o joguei. :v

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu joguei no PS Vita e não achei um jogo tão legal assim. Gosto do primeiro Metal Gear Solid, mas acho que Kojima acabou perdendo a mão depois

      Excluir
    2. A um tempo atrás eu tentei comentar isso mas como deu erro eu perdi o comentário fiquei puto e desisti. Vou tentar de novo hoje.

      Não consigo concordar que o Metal Gear Solid 3 não seja um bom jogo. Com toda a certeza não acho que o Kojima perdeu a mão. Não joguei o original de PS1. E o meu primeiro Metal Gear foi o 3 mesmo, mas no PS2. Talvez seja mais uma questão de o quão diferente ficou o título pra você. Ou então por nostalgia mesmo.

      O game tem simplesmente uma das melhores histórias já feitas. E uma das melhores histórias da série também. E isso acompanhada de CGs incrivelmente bem feita. A trilha sonora é perfeita também. Tem excelentes easter-eggs também. A jogabilidade do 3DS ficou defasada por conta da falta da porra da alavanca da direita que a Nintendo tinha que adicionar no primeiro 3DS, ou no mínimo no 3DS XL. Mas se você usar um Circle Pad Pro ou jogar num New 3DS a jogabilidade melhora muito. De qualquer forma o game play e a mecânica do jogo são incríveis.

      Cada Metal Gear é único, com suas próprias ideias e tal. Do Metal Gear 1 pro 2 houveram mudanças. Do Metal Gear 2 pro Metal Gear Solid houveram outras mudanças, adicções e evoluções. No Metal Gear Solid 2 também teve muita coisa que mudou como o lance de render o inimigo e não fazer barulho enquanto corre. Apesar da promessa ruim de que o Snake seria substituído. No Metal Gear Solid 3 tínhamos o lance de sobrevivência. Você tinha uma barra de vigor(stamina) que alterava muita coisa. Coisas como: o quanto do barulho de quando você andava(alertando inimigos mesmo se fosse devagar caso a stamina estivesse baixa), a sua velocidade, fôlego debaixo d'água, resistência de se segurar numa beirada, equilíbrio, força dos golpes, capacidade de segurar um inimigo, resistência a fome, doenças, peso da carga, resistência a dano, estabilidade da mira, capacidade de resistir aos desmaios(desmaia mais rápido e facilmente com a stamina baixa), enfim. Tem o lance de conseguir comida e caçar. Armar armadilhas, minas e bombas. Desarmar armadilhas, minas e bombas. Usar sabotagem para destruir estocagem de comida e armas dos inimigos. Se camuflar para poder se esconder melhor, alem dos disfarces. Destrair os inimigos, intoxicá-los ou envenená-los. Nocauteá-los, matá-los ou adormecê-los. Todo o lance das armas que você podia pegar. Fora a revolução do sistema de combate com a inclusão do CQC. Fora, é claro, outras coisas que já tinham nos outros Metal Gear Solid como o lance de render inimigos(acho genial isso). Sendo que esse foi o primeiro Metal Gear que teve a opção de controlar a câmera de forma totalmente livre. No fim tem muuuuita coisa boa nesse Metal Gear. Desde o primeiro que não tinham batalhas contra chefes tão legais quanto essas que apareceram neste Metal Gear. E tem uns itens especiais bem interessantes também. Uma boa dose de ação e tal.

      Sendo que a versão do 3DS teve uns adicionais como andar agachado, e até gráficos melhores.

      Esse Metal Gear só foi superado pelo 4 que foi exclusivo do PS4 e foi o suficiente pra vender o console pra muita gente(como no meu caso :P). E o 4 só será superado por esse 5 que ainda não lançou mas que parece realmente perfeito.

      Enfm, Metal Gear não é um jogo fraco não. E ele merece muuito estar numa lista dessas. Não é um jogo comum. Pra mim ele se aproxima da perfeição. Principalmente se comparado a sua época. Até fiquei curioso pelo PSVita depois de ver o seu nível de crítica e da dificuldade de encontrar títulos do 3DS em relação ao PSVita.

      Excluir
    3. Você não acha que o fato de Metal Gear Solid 3 ter sido seu primeiro jogo da série, prejudica mais o seu julgamento do que o meu? Se você o jogou antes, ele se tornou o padrão para você, Metal Gear Solid 3 é o que você espera de um Metal Gear Solid.

      Porém, para quem jogou o primeiro Metal Gear Solid, o MGS 3 não é tão fiel assim. Por exemplo, o primeiro capítulo da série tinha uma história intrincada, porém ela não era o foco do jogo. Estava lá, era exagerada e ridícula como a de um bom filme B de ação, mas não era o motivo principal para você jogar, jogávamos pois era divertido.

      Boa história podemos assistir em um filme ou ler em um livro, jogos são para serem jogados. No primeiro Metal Gear Solid, o diretor Hideo Kojima ainda estava contido em tornar a jogabilidade divertida. Depois que as pessoas começaram a dizer que seu jogo era incrível por causa da história, ele não precisou mais cuidar dela. Por isso Metal Gear Solid 2 consegue ter partes tão repetitivas.

      A ideia de adicionar variedade a cada capítulo da franquia também não é tão positiva e correta quanto você esá pensando, é o mesmo pensamento da Nintendo com Super Mario e The Legend of Zelda. Cada capítulo tem uma mecânica central, um gimmick, como uma mochila que espirra água ou máscaras, e assim todo o jogo é baseado ao redor dessa mecânica.

      No fundo isso é uma forma de puxar sua atenção para longe do que realmente importa, o conteúdo do jogo. Super Mario Sunshine tinha uma mecânica criativa e original, mas era chatíssimo de ser jogado. The Legend of Zelda: Majora's Mask tinha várias máscaras, inclusive de transformação, mas você fica limitado a um script muito linear.

      Não basta ser novo, original, criativo, é preciso ser relevante para a franquia, uma adição importante que se torne parte dela. Por exemplo, não adianta adicionar um sistema extremamente interessante apenas para abandoná-lo no episódio seguinte (Pokémon é mestre nessa arte).

      Por fim, o 3DS não é uma boa plataforma para o jogo. O original era de plataformas PlayStation e apesar de ter ganho um bom remake no GameCube, o segundo jogo nunca saiu em plataformas Nintendo. Em outras palavras, para jogar a série Metal Gear Solid completa você precisa passar por outras plataformas. A Nintendo não tem os capítulos anteriores, nem as sequências, apenas o terceiro jogo solto.

      Aqui está um link para o Top 25 de jogos do PS Vita

      http://www.nabaladadomariobros.com/2013/10/top-25-jogos-de-ps-vita.html

      Excluir
    4. Até concordo com o lance de ser meu primeiro Metal Gear. O primeiro então só joguei a versão do Game Cube. Só que eu não sou o único que gostou do Metal Gear Sold 3. Eu conheço pelo menos outras duas pessoas que gostaram dele. E isso porque não tenho muitos contatos, ainda mais pro padrões atuais. Sendo que um desses meus amigos praticamente me apresentou a todo o universo da série. E ele jogou o Metal Gear Solid original. Não sei a preferência dele mas tenho toda a certeza de que ele gostou do MGS 3.

      Veja as notas internet a fora, as notas tanto do Metal Gear Solid 3 quanto a sua versão de 3DS são muito boas. Talvez você não ter conhecido Metal Gear como esse 3 tenha feito você analisar a série de uma forma mais saudosista, ooou...simplesmente não ter reconhecido ali um autêntico Metal Gear Solid. Na verdade eu gostei da evolução que a série teve. Pense bem: Ou a série permanece a mesma durante anos e recebe a crítica de ser só mesmo do mesmo. Ou muda radicalmente, e é criticado por ter abandonado sua forma original. Ou cada títulos tem um estilo próprio, ou particularidades próprias, como foi o seu exemplo da série Zelda e Mario. Ou a série mantem um pouco do original a medida que evolui e se adapta a novas gerações, mantendo a sua qualidade, como no meu ponto de vista é a série Metal Gear. Apesar de, por incrível que pareça a série Mario se encaixar ao mesmo tempo em um pouco de cada uma dessas formas. E bem, Metal Gear fez bem em mudar. Se tivesse se mantido como o MGS um até hoje quem sabe se não seria um Megaman ou Sonic da vida.

      Quanto à história. Cara, novamente, independente de como a história era antes é indiscutível como ela é boa nesse 3. E eu não vejo problema algum nisso. Na verdade é algo bom. Sei que muitas séries estão investindo tanto em CGs que criam quase que um filme interativo ao invés de um jogo. Também não gosto disso. Concordo com você E o Myamoto. Mas tem que ter um equilíbrio. Antes video-game não tinha trilha sonora. E histórias intrincadas era coisa exclusiva de RPGs. Mas as coisas mudam e hoje em dia, por mais que não seja obrigatório, um bom roteiro contado por boas CGs são coisas muito interessantes e que conseguem acrescentar sim ao gameplay. Eu penso que essa cultura deve ter feito um sucesso inicial principalmente nos EUA onde as maiores formas de entretenimento são TV, Cinema, Shows, esportes e espetáculos. Ou seja, eles gostam de sentar e assistir. Una isso aos games e bingo! Temos um sucesso nas mãos. E acredito que no mínimo eles exportam esse gosto. isso se não for algo universal.

      Quanto a jogabilidade. Nossa. Novamente, eu não joguei o primeiro de MGS de PS mas joguei parte do primeiro Metall Gear e Metal Gear 2: Solid Snake; Zerei o Metal Gear Sold: The Twin Snakes; Metal Geat Solid 2: Sons of Liberty; Metal Gear Solid 3: Snake Eater(e Subsistance); Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots(e um pouquinho do seu modo on-line); alem de jogar parte do Metal Gear Solid: Peace Walkers(que eu nao gostei tanto); e um pouco de Metal Gear Solid V: Ground Zeros no 360 de um primo meu. Sim eu sou muito fã da série :) .E bem, continuando, eu não joguei este que você jogou maaas... joguei esse 3 e ele realmente é um título com um gameplay e uma mecânica realmente incríveis. Não é só a história e os videos que criam a mágica não. Com toda a certeza é o jogo em sim. A sua jogabilidade. Ela é incrível. Tanto pra sua época quanto pra hoje. Apesar de os últimos MGS serem melhores.

      Mas não precisa confiar em mim, não. Veja as notas on-line. Veja as vendas deles. Foi o segundo ou terceiro game mais vendido de PS2 mesmo com títulos como Shandow of Colossus; God of War e God of War 2; Final Fantasy XII; GTA: e San Andreas(o primeiro da lista). Notas bem altas tanto para os originais de PS2 quanto esses de PSVita e 3DS, pode conferir.

      É um jogo que beira a perfeição.

      Excluir
    5. Reviews não são confiáveis porque reviewers não sabem o que realmente estão avaliando. Por exemplo, o primeiro GTA tirou nota 6.0 na IGN e virou um sucesso estrondoso, o mesmo se repetiu com Just Dance, que tirou 2.0, partindo pra se tornar o maior fenômeno logo depois. Reviewers não sabem do que o povo gosta, eles avaliam os jogos sob uma ótica errada de "alta qualidade de produção", que nem sempre se converte em um bom jogo.

      Metal Gear Solid 3 foi o jogo menos vendido da franquia, se colocarmos as vendas da série em um gráfico, há um declive só no terceiro jogo. Significa que havia uma parcela de jogadores que olhou para ele e disse "Não quero esse jogo". O capítulo que mais espanta fãs não pode ser considerado algo que "beira a perfeição", independente de quão boa você ache a história.

      Jogos não são um meio para contar uma história, esse é um dos maiores erros da produção de jogos atualmente. Pode haver uma história e ela pode enriquecer o jogo como um todo, mas ela tem que estar completamente em segundo plano com a interação do jogador. Jogos são exercícios de poder, eles garantem ao jogador o poder de tomar decisões, se a história prende você em um script predeterminado e linear, se torna um jogo ruim.

      Excluir
    6. Você basicamente pega as minhas provas e opiniões e desaprova elas. As vezes até se contradizendo. E ai traz as próprias provas, e principalmente, opiniões. Por exemplo, desacreditou os reviews. Mas como é que você quer que eu ti e prove que o jogo é bom? E falou que a opinião dos fãs difere da imprensa e pronto. Sendo que até a opinião de fãs em sites a fora é muito boa. Não considerou ele ser um dos o jogos mais vendidos de PS2 e até da 6ª geração, que teve muito jogo bom aliás, dizendo que ele foi o que menos vendeu dentro da série. Algo que eu nem sei como eu posso verificar, e que mesmo que fosse verdade não tornaria o título em si ruim, só os outros de maior sucesso e até qualidade.

      Quer dizer: vendas, notas, notas de fãs mas não vendeu tanto quanto o 1 então... é ruim. Na verdade é mais por você não ter gostado tanto do jogo e mesmo ter achado um Metal Gear diferente demais do que você estava acostumado. Se você não gostou do game e não quer por ele ali tudo bem a lista é sua(apesar de você, de certa forma, ter pedido ajuda para completá-la), mas eu não consigo de forma alguma considerar esse game como não sendo digno que qualquer top. Até porque ele está no meu Top de melhores de todos os tempos. Realmente vídeo game envolve muito o gosto pessoal e tentar transformar esse gosto num fato padronizado e até algo exato com as notas pode ser um dos maiores erros da atual indústria de games, e assim que eu penso. Mas enfim, pelo menos como opinião própria ele está no meu top mesmo que você não queira por-lo no seu.

      Agora, entrando um pouquinho em enredo. Cara, você está pegando a parte problemática de enredos e trasferindo-a para este game para transformar mais uma coisa positiva dele em algo negativo. Quer dizer, jogos nem podem ter história pra você? E o que definiria em história bem aplicada a games pra você? Por exemplo, Final Fantasy. Você gostando ou não, é uma das séries de maior sucesso; ou pelo menos foi em algum momento da história. Isso é um fato. E ou você concorda que ele tem um gameplay tão bom quanto outras séries famosas e de sucesso, sendo o gameplay linear ou não, e que o enredo mais desenvolvido de não afetou o seu gameplay; Ou que tudo o que o Final Fantasy tem é o enredo e que ele fez toda a diferença pra ele. Enredos complexos não necessariamente estragam o jogo, muito pelo contrário. É só uma questão de saber produzir e dosar as coisas. The Legend of Zelda e Metal Gear são bons exemplos. Tem muito Mario por ai(e outros games também) que é mais linear que muito Zelda lançado pela Nintendo. E muitas vezes com um gameplay realmente pior. E isso comparado a um Zelda que tinha um enredo bem feito e as vezes até profundo e que não interferia negativamente em nada; muito pelo contrário. Metal Gear se encaixa mais nisso do que nesses casos que você colocou, e que eu até concordo, de games só com cenas cinemáticas de mais.

      Sendo que você alem de focar no conceito errado de um enredo bem feito, dizendo algo como: "Ah, é uma história bem feita mas não tem um gameplay bom e isso alias é um problema atual na indústria de games. O enredo não importa e sim o gameplay." Ou seja, você pegou novamente algo que eu trouxe como uma prova da qualidade do game e transformou em algo negativo ou sem valor. E como se não bastasse querer desconsiderar completamente a história do game, você ignorou ou desconsiderou as partes onde eu justamente falo sobre o gameplay deste Metal Gear. O primeiro MGS parece ser rápido dinâmico e mais próximo dos dois primeiros em 2D, e o três exige mais da estratégia dos jogadores num games menos dinâmico e mais complicado de se passar dando mais liberdade de ação e meios para se passar pelo mesmo desafio. Então como eu disse em outros comentários é um gameplay muito bom sim!

      Concluindo. Não sei o que você vai ou não considerar ou desconsiderar para que eu lhe mostre que o game é bom. Esse é um exelente jogo, mas se você não gostou dele e não quer por-lo no seu top 25... bem então té, né?

      Excluir
    7. Para provar que Metal Gear Solid 3 é bom, me mostre frisson, mostre que as pessoas o jogaram e adoraram. Se as pessoas acharam defeitos, abandonaram no meio, largaram por outro jogo, e os fãs mais ferrenhos da franquia precisam defendê-la, é porque não é tão bom assim. Me mostre que é um jogo que não precisa ser defendido.

      Você está se apegando aos fatos errados, à alta qualidade individual de um elemento, como a história. Por exemplo, você consegue imaginar afirmações como "Este livro é ótimo porque a capa dele é de couro" ou "Este jornal é o melhor porque os quadrinhos são muito engraçados"? Independente da qualidade individual da capa ou dos quadrinhos, eles não estão agragando à real função desses produtos.

      Por outro lado, as pessoas gostam de dizer "Adoro esse jogo, a história é ótima", e depois se surpreendem que o jogo com história ótima não agradou tanto aos jogadores assim, que vendeu abaixo do esperado. A função de um videogame não é apresentar uma história, é oferecer um "jogo", interação. Se a história fica no caminho da interação, é um mau jogo, independente de ser uma boa história.

      Final Fantasy é um ótimo exemplo, pois o sucesso da série varia exatamente de acordo com o quanto a história é intrusiva. Quanto mais scriptado e linear o jogo fica, menos as pessoas gostam. Final Fantasy 7, o capítulo de maior sucesso, dá aos usuários um grande mundo para explorar, sem ficar prendendo-os à história.

      Final Fantasy 13 é o ápice da história intrusiva e linear, a ponto de as primeiras 5 horas de jogo serem andar pra frente e apertar A. Veja por outro lado Final Fantasy 15, praticamente nada da história revelado e todos estão animados pelo jogo.

      Não tem nada demais Metal Gear Solid 3 ser um jogo bom para você, seu gosto individual não precisa agradar as outras pessoas. Mas não dá pra afirmar que Metal Gear Solid 3 é um jogo perfeito se ele desagradar a muita gente, especialmente a fãs da franquia.

      Excluir
    8. Foi o que eu disse cara. Se você não gostou do game então não ponha no seu Top. Eu nunca vou te convencer. Nunca. Todas as minhas provas foram desacreditadas por você (sem necessidade) e você também não apresentou nada de mais para contrapo-las(se formos comparar o que eu mostrei e o que você mostrou). E você estava se concentrando de mais em certos pontos, como na história, e falando umas coisas nada a ver com a discussão e coisas que eu nem disse exatamente. Eu falei da jogabilidade e do jogo como um todo, por exemplo. E também mostrei o que você pediu. Mas... como você não gostou do game, não vai gostar dele, e não vai pô-lo no top 25, a gente vai ficar nisso de: "Não concordo com você. Isso que você disse não prova nada. Apresente mais coisas.(ai, ignora o resto que foi postado) E (repete a operação no próximo post)"

      Novamente. O Top 25 é seu e pronto. Eu não mando nele. Esse game está em outros Tops e até Tops menores. Incluindo uns Tops de datas mais recentes. O que inclui o meu Top de games de PS2.

      Alias, inclusive na sua opinião o VIta está melhor que o 3DS mas quando eu decidi por qual comprar primeiro as minhas pesquisas de quem tinha os dois consoles mostrava que TODOS preferiam o 3DS, na maior parte das vezes, e que o VIta, quase sem games relevantes até o momento, era usado mais para acessar a internet e dar play em músicas. Isso foi o resultado de minha pesquisa e a opinião de muita gente na época. Eu comprei lá pra início de 2013 se eu não me engano. Isso te mostra como é muitas vezes uma questão de opinião mesmo. Hoje eu quero comprar o Vita mas não me arrependo em nada de ter o 3DS. Até porque pelo preço de games no Brasil até eu jogar esses 25 games já surgiram outros 25 :v Como o novo Fire Emble que me parece bem interessante. Alem, é claro de games que não estavam aqui mas que eu me interessei.

      Bem, eu tentei te mostrar fatos e provas mas se você simplesmente diz que eles não valem nada, não tem porque eu me esforçar para trazer mais :/ .

      Mas eu gostaria de dizer que foi uma boa discussão e que eu considero muito a sua opinião. :)

      Excluir
    9. Estou te mostrando que você está se agarrando nos valores errados, existe opinião e existe análise técnica, é a diferença entre você dizer "gostei" e "não gostei" ou "é bom" e "é ruim". A opinião serve apenas para dizer o que você acha para você, a análise técnica diz se aquele produto vai se encaixar no gosto da maioria das outras pessoas.

      Por exemplo, um jogo focado apenas na história, pode agradar você, mas desagrada muitos outros jogadores, pois a função do jogo é interação. Logo, um jogo focado apenas na história "é ruim", mesmo que você ou mesmo eu gostemos dele. Esse jogo não vai vender muito e os críticos vão dizer que o público é burro por isso, afinal eles adoraram o jogo.

      Você não está me mostrando fatos e provas, está me mostrando opiniões, dizendo que a história é boa. Fato seria aclamação popular do game ou altas vendas, o que não ocorreu porque é o capítulo menos vendido da franquia. Aclamação popular não significa também "todos os meus amigos gostam", significa frisson, que o jogo gerou um fenômeno.

      Por exemplo, ninguém pode negar a qualidade de Angry Birds, Minecraft ou o mais recente Five Nights at Freddy's, porém você sempre verá alguns jogadores hardcore desmerecendo esses jogos por algum motivo.

      Excluir
    10. Pô cara.. Tô vendo que essa discussão vai durar muito. Vamos lá. Antes de tudo leia o que eu já postei, depois leia este post e leia o que eu já postei de novo. Ai leia o que você acabou de postar.

      Eu não estou falando de enredo e sim da jogabilidade do game.

      Não me agarrei a detalhes e sim ao jogo como um todo.

      Apresentei opinião.

      Apresentei analise própria.

      Apresentei analises críticas e notas de sites reconhecidos.

      Apresentei o gosto do público em geral.

      Apresentei vendas do game(não em número).

      Apresentei outros Tops da internet.

      Mesmo que eu não tenha necessariamente postado algum link, eu disse.

      Mas você, aponte nos comentário onde fez coisas que eu não tenha feito? Você está dando tanta opinião quanto eu. E eu estou fazendo tanta análise quanto você.

      Mas lembre-se de ler e reler o que eu escrevi e me mostre ONDE eu NÃO fiz TUDO o que você disse. Ignorar e desvalorizar o que eu escrevo é mole cara. E ainda fala que não está fazendo isso. Mas olha, tem gente lendo isso aqui alem de você e eu. Já tenho testemunhas e registros do que eu já postei.

      E por fim eu vou terminar que, novamente, não precisa por o game no seu Top meu Deus.

      Excluir
    11. Só estou explicando onde você está errando. Não estou dando opinião, estou falando apenas de forma técnica sobre a qualidade dos jogos.

      Por exemplo, reviews não são confiáveis, reviewers não sabem o que deveriam estar procurando e muitas vezes como você está fazendo, analisam a qualidade individual de certos elementos do jogo para dizer que ele é bom, mesmo quando o público rejeita. Enquanto outras vezes pela presença de elementos de baixa qualidade, criticam jogos que o público gosta.

      Excluir
    12. Toda a experiência de Metal Gear Solid 3 é agradável, foi um dos melhores games que eu já joguei na minha vida. Mas não ligue para minha opinião. Ligue para os fatos que você considera importantes. Ele é o terceiro ou segundo game mais vendido de PS2 e foi muito bem recebido pelo público, sejam fãs ou não fãs da série. E ele é superior a experiência que o Metal Gear Solid oferecia no PS1.

      Alguns indícios:

      http://www.gameinformer.com/b/features/archive/2014/04/08/ranking-the-metal-gear-series.aspx?PostPageIndex=2

      http://www.gamespot.com/forums/system-wars-314159282/what-s-the-best-metal-gear-game-31824304/

      http://www.gamespot.com/forums/games-discussion-1000000/best-metal-gear-solid-game-31076173/

      http://www.gamespot.com/forums/system-wars-314159282/the-best-metal-gear-solid-game-original-release-ra-31317134/

      http://www.gamesradar.com/best-metal-gear-solid-games/

      Como você pode ver em dois das três pesquisas com fãs em um fórum ele está em primeiro seguido do MGS, e em apenas uma ele está em segundo com o MGS em primeiro. A opinião de muitos fãs em várias linhas de discuções em várias páginas não só desses links que eu postei é beeem equilibrada no que diz respeito ao melhor Metal Gear. Mas temos alguns vereditos em votações.

      A comparação dos melhores MGS de toda a série que eu encontrei é quase unanime para o 3. As vezes o MGS e o TTS estão próximos do primeiro ou em primeiro. E as vezes os mais modernos são vistos como melhores.

      Aliás, estou esperando você apresentar algo que mostre que ele não mereça estar no Top 25. Até agora nada com nada.Tá dizendo que é análize crítica mas tá mas pra opinião própria mesmo. E a prova disso é a sua falta de provas ou indícios que valide o que você está falando.

      Mesmo que o MGS seja um games melhor isso não torna o MGS3 um game ruim, apenas pior que o primeiro, ué.

      Aliás eu notei que, diferente de quando era no ínicio da vida do 3DS, não tem muitos rankings e Tops on-line com o MGS3. Mas posso dizer que a versão que eu joguei, as do PS2, estão entre as melhores experiências de jogos que eu já tive. Bem próximos de Zelda OoT.

      Mas, olha: Se você olhasse para os títulos já lançados até agora para o 3DS e os futuros títulos, teria algum que se encaixasse numa dessas posições neste seu Top?

      Excluir
    13. Leia mais alguns artigos do blog para ver se entende por quais valores o jogo está sendo medido e por que as medidas que você está apresentando não são as adequadas

      http://www.nabaladadomariobros.com/2012/04/cultura-dos-jogos-por-que-so-nintendo.html

      http://www.nabaladadomariobros.com/2011/10/por-que-foruns-de-videogame-deixam-as.html

      Depois de ler esses dois artigos você deve entender onde Metal Gear Solid 3 falha e por que os links que você postou não possuem realmente valor para determinar a qualidade do jogo.

      Se perguntar a um fã qual o melhor Zelda, muitos outros dirão Majora's Mask, Wind Waker e Skyward Sword, três péssimos exemplos de Zelda, jogos que levaram a franquia para o buraco. Enquanto os melhores são Ocarina of Time e Twilight Princess, não coincidentemente, os mais vendidos da franquia

      Não se trata de opinião, é só saber analisar o que tem valor de verdade, para todo o público, não apenas valor para os jogadores hardcore, que muitas vezes engolem qualquer coisa desde que a indústria os faça se sentirem especiais.

      Jogadores hardcore são aproximadamente 1/3 do mercado, na melhor das hipóteses. Você está ouvindo apenas 1/3 parcial para determinar um total de 3/3 com opiniões muito diferentes desse 1/3. Você precisa aprender a extrair a opinião dos 2/3, o que é muito mais difícil.

      Hoje em dia provavelmente eu conseguiria completar o Top 25 do 3DS com mais algum jogo, como Super Smash Bros., mas prefiro deixar as posições abertas para quem quiser completá-las.

      Excluir
  28. Cara, se está enjoado, vende teu nintendo 3DS e vá curtir o PS Vita... você só fala mal dos jogos da Nintendo e pior, já afirma ser ruim jogos que nem sequer conheceu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A qualidade dos jogos da Nintendo caiu muito nos últimos anos. Todos os títulos da lista eu joguei e muitos foram decepcionantes.

      E sim, dá pra ver que jogos são ruins de longe, algo que apenas é confirmado depois quando esses jogos desaparecem, quando as pessoas param de falar deles poucos meses depois do lançamento

      Excluir
  29. Respostas
    1. tem mesmo muita água em Ruby e Sapphire, mas o real defeito é de design, não dá vontade de explorar aquele mapa

      Excluir
  30. OK q pokemon x e y não é tão bom como alguns outros(fácil demais pra terminar, e pouco conteúdo pós-game, a falta de um rival), mas ainda é o rpg mais vendido anualmente, e por 20 anos seguidos.
    Claro q teria vendido ainda mais se o 3ds fosse o sucesso q a nintendo previu, e se eles não adotassem lançamentos anuais(claro q o oras matou a venda de muito XY).

    Como vc acredita q vendas=qualidade, pokemon XY é o melhor jogo do 3ds, mesmo sendo pior q muitos outros jogos pokemon. Seguido de mk7, 3d land, nsmb2 e animal crossing.
    Senão não faz sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é meu top pessoal, como indivíduo, é a minha lista de jogos que eu avaliaria como melhores e ao mesmo tempo pensando em jogos que os leitores também fossem gostar, não vou recomendar algo que só sirva pra mim.

      As vendas indicam o que é melhor para a maioria, como massa. O fato de Pokémon X & Y serem dos jogos mais vendidos do 3DS não é tão importante quanto o fato de que eles são os menos vendidos dentro da série, estão agradando a menos pessoas do que os outros.

      Excluir
  31. Cara posso te fazer três perguntas que não tem muito a ver com o post só pra saber um pouco sobre a sua opinião(que eu estou considerando muito)?:

    Descreva um ordem numérica para as respostas, e explique a sua reposta:

    Qual a empresa está em atual melhor situação(em games): Nintendo, Sony ou Microsoft?

    Considerando os PCs também, qual o melhor console de mesa até agora: WiiU, PS4, X-Box One, PC?

    Qual console tem os melhores exclusivos: WiiU, PS4, X-Box One, PC?

    Qual tem melhor gráfico(considerando o hardware no máximo, a ação de nuvens e os games lançados(ou seja, a prática): WiiU, PS4, X-Box One, PC?

    Qual está apresentando a melhor jogabilidade(não gameplay ou mecânica, interação com o game): WiiU, PS4, X-Box One, PC?

    Qual está apresentando os melhores games lançados: WiiU, PS4, X-Box One, PC?

    Geralmente, qual é a melhor versão de um game multiplataforma: WiiU, PS4, X-Box One, PC?

    E por fim e mais importante: Gostaria de pedir tipo um top 25 com os melhores games da oitava geração até agora(considerando portáteis, e PCs, talvez tablets e smartphones também) :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Atualmente a empresa que está em melhor situação é a Sony, ao menos no setor de games. A subida do Kaz Hirai pra CEO da empresa está revigorando-a de uma forma que está superando expectativas. De uma empresa caída, está se levantando e pode dar passos pra frente como a velha Sony de Akio Morita

      O PlayStation 4 está vendendo muito bem e isso está facilitando a vida dela. É só continuar cortando os vários setores de oceano vermelho onde a Sony se meteu nos últimos anos como ele vem fazendo e poderão voltar a se tornar relevantes em mais áreas além de jogos. As aquisições da Sony também estão pontuais, o que pinta um bom futuro pra companhia

      Com isso, o PS4 é e será o melhor console dessa geração justamente por essa liderança, ele vai continuar recebendo cada vez mais jogos interessantes, mais do que o Xbox One, o Wii U e até PCs, além de receber indies, já que a Sony construiu uma boa relação com esses desenvolvedores através dos anos.

      Os melhores gráficos dos consoles também estão no PlayStation 4. Não considero PC porque não é cômodo ficar gastando dinheiro pra manter um PC atualizado pra ter gráficos superiores e ainda assim os jogos que você quer, como GTA 5, serem lançados mais de um ano depois.

      Nenhum dos videogames mudou nada na jogabilidade. O Kinect não é usado nos jogos do Xbox One e o Wii U chega a ser incômodo com o excesso de controles

      Sobre games lançados e exclusivos, por enquanto nenhum dos videogames está apresentando nada muito interessante, motivo também pelo qual não dá pra fazer um Top. Quase não há jogos que se destacam e diferente da geração passada, eu ainda não tenho todos os consoles.

      Excluir
  32. Opa, valeu por responder.

    Só não consigo concordar com duas coisas. Quanto a exclusivos acho que daria um empate pros quatro visto que eu não joguei nenhum e todos mostram exclusivos de qualidade até agora.

    Quanto a jogabilidade, na prática os designer estão evitando qualquer coisa muito diferente do controle padrão, mas não quer dizer que não tenhamos bons títulos usando isso. As vezes até hardcore. No One e PC tem principalmente o Just Dance que é um tremendo sucesso. No Wii U dá pra mostrar pelo menos o Zumbi U, mas houveram títulos onde os próprios desenvolvedores mostraram que a versão do Wii U era mais interessante justamente por conta de uma ou outra coisa que o Game Pad trazia como Splinter Cell Blacklist e um Batman. Já o PSVita também trouxe uns títulos bem interessante no que se diz o uso de uma jogabilidade diferente e touch. O negócio é todo mundo se acostumar a não se acostumar com certas jogabilidades.

    Quanto ao lance de tirar o PC na contagem:

    Simplesmente não consigo concordar com esse tipo de pensamento. Não faz sentido. Não ser denominado como um console não impede o PC de ser de fato um console de mesa também. Quase não existem desvantagens. O grande problema são os exclusivos que os outros consoles tem. Mas até o PC tem os seus exclusivos de peso também. A jogabilidade pode ser com teclado, mouse, joysticks que podem muito bem ser melhores que os da concorrência, volantes, manches... alem do kinect 2.0.
    Quanto aos custos, é quase um mito que custa muito montar um PC. Já na sétima geração isso deixou de ser verdade.Quando o PS4 e o X One lançaram já dava pra montar um PC melhor com no máximo um pouco mais de dinheiro. Sendo que mesmo pagando menos deva pra superá-los. Era só uma questão de estratégia e pesquisa. Hoje em dia então, que já lançaram a algum tempo. Sendo que você chegar a economizar nos jogos. Mesmo comparando a Plus, que eu achei incrível no meu PS3, eu pude constatar que você paga menos no PC com amigos e conversas on-line. Fora que é um PC e não apenas um central multi-mídia. Sendo que eu tenho que ter um PC para estudar CG então...
    Computadores não perdem multi-plataformas. Se eles atrasam ou é porque a empresa não quis lançar logo a sua versão para evitar competição com a concorrência dos PCs(o que mostra como eles tem peso no mercado de consoles mesa). E que pra mim é uma tremenda sacanagem, quer dizer, nem faz isso com o Wii U também, né? Vai fazer com PC pra quê? Ou... a versão do PC tem mais conteúdo e uma arte bem melhor, o que mostra que essa versão tem uma boa probabilidade de se tornar uma versão melhor.

    Na prática, geralmente os donos de PCs são privilegiados. Alias isso foi parte do motivo da Nintendo ter fugido dos hardwares super potentes pra investir numa jogabilidade melhor. Mas o mercado de multiplataformas parece que acabou com isso no Wii, for questões como o hardwere por conta de comparações gráficas, a falta do hd ou memória melhor combinada com um modo on-line estranho, e até a presença dos títulos da Nintendo.

    Com certeza o meu primeiro console de oitava geração será um PC. Quanto ao segundo... realmente não sei. Estou me preocupando mais com os exclusivos mesmo. Dependendo também de o quão interessante for a jogabilidade num título multplataforma em um dos outros três console eu até compro mais de uma versão de um mesmo game só pra testar. É o caso do Splinter Cell, Batman e GTA V. Só não joguei o Batman no PS3.
    Agora o negócio é esperar pra ver a batalha de exclusivos pra ver quem ganham: PS4; X-Box One ou Wii U.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jogar no PC nunca será tão bom quanto nos consoles, pelo simples fato de que é um PC, ele não é uma plataforma dedicada para isso, não é sua função principal. O console se esforça para trazer a melhor experiência de jogar para você, o PC não faz isso. Você pode usá-lo para jogar, mas ele NÃO foi feito para jogar.

      Como trabalho com jogos eu vejo o tempo todo o que acontece com as versões PC. São lançadas atrasadas (de meses a um ano), são lançadas extremamente bugadas, são lançadas sem funcionar no início, entre vários outros problemas. Não é cômodo jogar no PC. Você pega um jogo para o seu videogame com a certeza de que vai jogá-lo quando chegar em casa. Isso não acontece com o PC, onde sempre pode acontecer algo errado no meio.

      Excluir
  33. cara pretendo jogar o ?????????????????????, mas o ?????????????? tem gráficos melhores, na dúvida prefiro resident evil revelations! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São duas posições abertas para quem quiser completá-las, já que na época não conseguia dois jogos a mais para fechar a lista

      Excluir
  34. Cara... Vc falou mal de tantos jogos que eu ate perdi a vontade de comprar kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu comprei um 3DS e me arrependi de ter comprado a maioria dos jogos dele, não me divertiram. Somente uns 10 dessa lista eu consideraria realmente essenciais, como os Top 5 e mais alguns isolados

      Excluir
  35. Quem escreveu essa matéria foi uma criança de 6 anos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crianças de 6 anos não sabem o que é um 3DS, jogam em tablets

      Excluir
  36. Eu me senti obrigado a comentar: o autor é o cara mais non sense e babaca que se diz "imprensa especializada" que eu já vi em toda minha vida. A lista já não faz sentido, mas os comentários... Existe duas opiniões, a dele e a errada. Nossa, sério, vai se tratar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, se a informação no blog não fosse certa eu não teria o menor motivo para postar, se eu defendo o que digo é porque sei do que estou falando

      acho muito pior as pessoas que se escondem no escudo do "na minha opinião...", não estou dando opinião, estou dando análies técnicas

      Excluir
    2. Que você joga como se fosse fato e verdade absoluta kkkkkk
      Análise tecnica... Têm faculdade de comentador de jogo? Não, você joga, adquire uma suposta experiência baseada nas seus gostos pessoais e chama de análise tecnica.
      Vc analisa tecnicamente (leia-se dá a opinião) sobre jogos nem lançados kkkk

      Sua análise é tão tecnica e representa os fatos tão bem que o PS Vita é um fracasso e você ao invés de engolir que ta errado fica criando coisas como "3DS é fracasso pq vendeu menos que o DS, apesar de ter vendido infinitamente mais que o PS Vita, que é um sucesso" kkkkk

      Mantenho o conselho, vai se tratar.

      Excluir
    3. Uma análise técnica de um jogo funciona da seguinte forma. Eu jogo, procuro o que ele precisa ter para ser considerado um jogo bom e depois comento se ele tem, se tem o suficiente ou se não tem.

      Não é o que eu, pessoalmente, acredito que faz um bom jogo, não é o que faz um jogo que eu goste, é o que de fato faz um bom jogo para o grande público, uma série de elementos que precisam estar no lugar.

      Se você não sabe que elementos são esses, não pode procurar por eles. Se apenas procurar pelo que gosta, sua análise só serve para você e para pessoas parecidas para você. As minhas análises servem para o grande público.

      Em outras palavras, apesar de críticos darem notas altas para esses jogos, o grande público continua a abandonar videogames portáteis. Resta a você decidir se quer considerar o público idiota, o que é um erro comum, ou se quer questionar a qualidade dos jogos.

      Para analisar um console são usados parâmetros diferentes do que para analisar um jogo. A menos que um jogo esteja completamente satisfeito em vender para apenas um nicho, o objetivo dele é ser um produto de entretenimento de sucesso que atinja o grande público.

      A maioria dos consoles almeja isso também, como por exemplo o Nintendo 3DS planejava vender mais de 150 milhões de unidades. Consumiu recursos para isso. Mas vendeu apenas 50 milhões, o que o torna um fracasso.

      Porém o PS Vita nunca teve como objetivo vender 150 milhões, nem 50 milhões, ou qualquer outra meta, não há como dizer que ele fracassou pois ele nunca se propôs a fazer nada. Se você apenas presumir que o objetivo dele era ser um sucesso, vai julgá-lo por algo que ele nunca tentou fazer. Ele nunca se propôs a isso e nunca consumiu recursos pra isso. Recomendo essa leitura

      http://www.nabaladadomariobros.com/2015/05/fim-do-ps-vita-qual-o-objetivo-da-sony.html

      Excluir
    4. É exatamente isso que eu to falando, pra esse dai a análise dele >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> critica mundial, mesmo se a análise venha de um grande site, como ign.
      Me retiro, e continuo achando que vc precisa se tratar e parar de achar que é o dono da verdade, porque essa justificativa de "não fracassou pq não era esperado ser sucesso" é tão sem noção que eu me recuso a argumentar de porque é sem noção.

      Excluir
    5. De qualquer site, pois a métrica está errada, esses sites não estão medindo a qualidade dos jogos como produtos de entretenimento, estão medindo a qualidade como produtos individuais, além de uma pitada da opinião do reviewer.

      Sites como a IGN não analisam se um jogo vai ou não agradar o público e por qual razão isso vai acontecer. Eles analisam se o jogo tem ou não valores de produção altos e se o reviewer gostou do jogo ou não.

      Isso cria anomalias, jogos que são considerados excelentes pelos sites porém que não encantam o público, assim como jogos que são considerados fracos pelo site que se tornam grandes sucessos.

      Por exemplo, a IGN deu 10 para GTA 4, um jogo que muitos jogadores não gostaram, acharam um passo pra trás na franquia em relação ao GTA: San Andreas.

      Porém, pode-se negar que o valor de produção de GTA 4 é alto? Claro que não, ele traz uma cidade inteira muito detalhada, mas ele não entretém tanto quanto GTA: San Andreas fazia ou GTA 5 depois faria.

      Por que um jogo que decepcionou o público da franquia é considerado perfeito? Por que GTA 4 tem a mesma nota que GTA 5? Por que Metal Gear Solid 4 levou um 11/10? Eles realmente achavam que esses jogos eram o ápice dessas franquias? Ou apenas estavam enebriados por valores de produção?

      Quando você tira o valor de produção, a IGN não sabe avaliar. O primeiro GTA tirou nota 6/10 e se tornou um dos jogos mais icônicos do PlayStation One. O primeiro Just Dance tirou 2/10 e se tornou a franquia de maior sucesso do Nintendo Wii.

      Nenhuma análise que desconsidere o que o público vai achar do jogo pode ser uma boa análise, pois ela analisa o jogo sem um jogador. É como dizer se um livro é bom ou não apenas pela história, sem considerar se ele deixa lacunas para o leitor preencher. É assim também que muitos livros considerados "ruins" se tornam sucesso.

      Sobre o PS Vita, reitero, você não pode fracassar sem ter uma meta. A PS4 Camera fracassou? Não, a Sony não fez nada com ela, veja quantos jogos a usam atualmente. O Kinect fracassou? Com certeza, ele era uma peça chave da estratégia da Microsoft desde o Xbox 360 e teve que ser abandonado no Xbox One. Contexto é muito importante.

      Excluir
  37. Você poderia fazer um top 25 de jogos de Wii? (sim, de Wii, e não de Wii U)

    ResponderExcluir
  38. Caramba google, assim vc decepciona, procurei análise dos melhores jogos de 3ds e vc me manda pra isso aqui? Palhaçada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso escrever um artigo sobre como o Google falhou e assim estragou a internet

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Olha á o cara, além de ser o mestre do universo dos games o cara ainda consegue escrever um artigo sobre como a segunda empresa mais valiosa do mundo... falhou kkkkkkkkkkkkkkkkk
      Sacanagem, vim aki fazer uma piada e vc faz uma mais engraçada, estragou minha frase.

      Excluir
    3. Ué, você veio parar na página que queria? Segundo você, não. Então o Google errou, correto? Como é um algoritmo fixo, ele não erra uma vez só, ele cria erros sistemáticos, recorrentes, ou seja, ganham larga escala, afetando toda a internet já que ele é uma das maiores empresas do mundo.

      Ou você pode concordar que essa é uma das melhores páginas de análises de jogos do 3DS e que o Google estava certo, você que sabe.

      Excluir
    4. Tempo com a página aberta e quantidade de acessos determinam as posições das páginas sugeridas no Google. E essas coisas não determinam qualidade.

      Ao menos digo por mim, mas vale para a grande maioria que respondeu aqui, que passei apenas 10% do meu tempo lendo a matéria, e o restante vendo a repercussão dela. Não dizendo, mas se o "sucesso" da página for por conta disso, então temos um caso próximo ao sensacionalismo.

      Sua matéria pode sim ter qualidade, mas o Google usa de um algoritmo que não avalia isso por si, e sim por fatores indiretamente relacionados, mas que podem ter motivos diferentes. Se a página é recomendada não é por ser a melhor necessariamente, e sim porque algo aqui atraiu muita gente, e por um bom tempo (sendo quer brigas de rua e acidentes de trânsito, por exemplo, fazem o mesmo muitas vezes, e nem por isso são ocorridos de qualidade).

      E pelo teor de muitas respostas dá para notar que grande parte da repercussão é justamente por causa disso...

      Excluir
    5. Criticar a página sem criticar o Google fica contraditório. A página é realmente boa ou o Google errou em colocá-la em destaque? Não dá pra dizer que a página é ruim e ao mesmo tempo afirmar que o Google não erra

      Eu acho o algoritmo de buscas do Google péssimo, poderia escrever um artigo sobre como o Google estragou a internet facilmente. Os comentários diriam o de sempre, como o artigo é "péssimo" e eu não sei do que estou falando, e ele estaria em destaque no Google como se fosse um bom artigo

      Há uma certa hipocrisia em querer criticar apenas o blog sem tocar no Google, mas esse comportamento é comum entre fãs de videogames

      Excluir
    6. Não disse que o Google está certo ou errado, já que a função dele é mostrar resultados relevantes, não necessariamente o com mais qualidade. Uma coisa pode acabar caindo na outra, mas assim como podem existir materias maravilhosas sem muitas visualizações, também podem existir algumas péssimas com muitas, por outros motivos (já exemplificado na resposta anterior).

      Não estou dizendo que o seu texto é ruim, mas você deve ter consciência de que toda a repercussão dessa página é por causa dos comentários, e não do texto em si. E para o Google o que importa é repercussão, não a qualidade necessariamente, então a não ser que queira considerar que os resultados que o Google exibe são organizados por qualidade.

      E como comentário particular, a cada resposta sua que lia aqui tentava sempre manter uma ideia de que você não é arrogante, e está apenas defendendo as suas idéias,mas cada vez mais fica difícil manter esse pensamento. Não estou dizendo que sua matéria é ruim necessariamente, mas um simples comentário faz com que você venha colocar em jogo a qualidade da mesma por consequência da falha de outros.

      E parabéns por responder praticamente todas as respostas dadas aqui. Seja por ego ou prestatividade, é algo bastante interessante.

      Excluir
    7. Você apresentou uma teoria, a qual não sabemos se é verdade ou não, mas você não apresentou sua posição sobre sua própria teoria. Caso o Google classifique as páginas por nível de repercussão, você acha isso certo ou errado? Eu me posiciono, acharia errado, mesmo sem saber se isso ocorre.

      O Google deveria exibir os resultados por qualidade, não por quantidade de visualizações ou repercussão. Não acredito que o Google exiba resultados com base em qualidade, ou talvez ele até tente exibir e não consegue, logo, eu acho que o Google está errado.

      Isso não afeta diretamente a qualidade da minha matéria, mas seria paradoxal alguém dizer que o Google classifica as matérias por qualidade perfeitamente, sem erros, e que ainda assim a minha matéria bem colocada no Google é ruim.

      Excluir
  39. Vim parar num blog de um cara que joga a demo de um jogo e já sai cagando análises bem nojentas, e que quando alguém se opõe escreve um texto bem grande contendo vários "nada" só pra encher linguiça, se achando O Mestrado dos Games, primeiro que o 3ds está a frente do Ps4 e Xbox One em vendas e continua sendo "fracasso",Sony perdendo espaço na divisão mobile sofrendo uma crise pré-falencia enorme e ela é a melhor, psvita um console de Indies sem jogos de grande peso e sem suporte da sua criadora, pessoal que for comprar jogos pro 3ds não devem considerar sua lista, porque se for assim nem deveriam comprar o console..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ainda assim você se recusa a criticar o Google por colocar esse site como um resultado relevante. Ou você concorda com o Google que este blog é relevante ou você acha que ele está errado. Como seus comentários são negativos, presumo que você ache que o Google está errado, mas você não diz isso.

      É muito parecido com o que acontece no mundo dos jogos. Você compra um produto para te entreter, ele não te entretém, mas você se recusa a dizer que ele é ruim, pois o valor de produção dele é alto.

      Você procurou por algo no Google, não recebeu resultados satisfatórios, mas não dirá que o Google errou, afinal, é uma gigante da internet que investe milhões em seus sistemas de busca.

      Por isso continuo criticando o 3DS, apesar de ter um e de ter todos os jogos deste Top 25 (não são demos), enquanto muita gente diz que ele é ótimo, o deixa pegando poeira pois não sente vontade de jogar

      Excluir
  40. Uma pergunta que linguas o Attack of the Friday Monsters! A Tokyo Tale tem??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A única coisa que me lembro é que joguei em inglês

      Excluir
  41. Eu ia ler a matéria, mas costumo olhar os comentários antes... quando li 'fazemos previsões -Mãe Diná- em vídeos de 30 segundos', eu deixei p la a matéria...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou você pode ler nossas previsões e decidir se acertamos ou não

      http://www.nabaladadomariobros.com/search/label/An%C3%A1lise%20em%20X%20seg%2Fmin

      Excluir