Lomadee

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Small Radios Big Televisions: a TV que vai derreter o seu cérebro


Eu sou um grande fã dos jogos do Adult Swim, o canal de desenhos mais sérios que de vez em quando tinha uma ponta no Cartoon Network, porque eles costumam trazer uma boa jogabilidade, levemente viciante e são bem bizarros, tipo Robot Unicorn Attack (ALWAYS!!!). Então eu quis jogar Small Radios Big Televisions apesar de não conseguir entender o jogo de cara.

Como sabem, é estranho pra mim não entender um jogo. A questão é que Small Radios Big Televisions não é bem um jogo, mas uma experiência psicodélica com um quebra-cabeça emaranhado de leve. É até um pouco jogável, mas eu não diria que há jogabilidade, apenas a resolução linear de um grande puzzle com cenas enlouquecedoras no meio. Não acredita em mim? veja o trailer.


Pequenas empresas grandes confusões

Vamos começar a explicar isso. Esses locais que parecem plataformas de petróleo devem ser as estações de transmissão de rádio ou TV, não deu pra entender muito bem. Você entra nelas ao clicar nas portas e passa a então movimentar-se pelos corredores desses locais sempre clicando apenas nas portas. Não há um personagem andando, apenas você.

Conforme você vai andando pode acabar dando a volta e sair por outra porta, ora do mesmo lado por onde entrou, ora por um lado diferente, como em Fez e aí o jogo vai ficando mais complicado e exigindo que você mantenha uma certa noção de por onde está andando. Algumas portas estão também trancadas e exigem algum raciocínio para descobrir como abri-las interagindo com objetos do cenário na mesma sala ou em outras.

All we hear is Radio Gaga

Toda essa movimentação pelo local tem um único objetivo, encontrar fitas K7. O que? O que são fitas K7? Sai daqui. Volte em alguns anos. Voltando ao assunto... cada fita K7 contém um "mundo" próprio bem psicodélico onde você encontra o que parecem ser octaedros que agem como chaves para certas portas das instalações e permitem que você avance mais.


Porém, não é só isso, diria o Bob do Polishop. Há salas especiais que contam com ímãs no meio do trajeto, então você pode usar suas fitas K7 neles para corrompê-las e assim alterá-las. Então uma fita que originalmente tinha uma visão psicodélica aparentemente sem o octaedro pode ser alterada para uma onde ele está visível. Como uma vistosa árvore que vira um tronco quase morto e revela o objeto que estava escondido em suas folhas.

Não há nada errado com a sua televisão

Até mesmo para quem curte experiências diferenciadas, Small Radios Big Televisions é um pouco demais... e ao mesmo tempo um pouco de menos. Falta mais conteúdo para realmente entreter e as partes de quebra-cabeça são meio monótonas. Por mais que eu quisesse ver mais mundos e ser surpreendido por suas bizarrices, eram poucos e curtos separados por grandes porções de corredores.

Se fosse um jogo eu daria uma nota baixa pra ele, mas nem mesmo o reconheço como tal, está mais para uma experiência. O problema é que é uma experiência com um precinho bem salgado, então se quiserem dar uma olhada, chequem por vídeo mesmo.

4 comentários:

  1. Este jogo me lembra LSD: Dream Emulator. Monteiro, o que você acha desse jogo? O considera como tal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não, mas LSD: Dream Emulator é ainda menos jogo e mais bizarro D=

      Excluir
    2. Ainda como o mesmo anônimo de cima. Já o jogou? Qual foi a sua experiência?

      Excluir