Lomadee

sexta-feira, 15 de julho de 2016

NES Classic Edition: passado e futuro na sua mão

Essa imagem é simplesmente linda

Hoje a Nintendo anunciou um novo console chamado NES Classic Edition (também chamado de NES Mini) enquanto eu estava dormindo, que nada mais é que um Nintendo 8 Bits em miniatura com 30 jogos na memória para você colocar na sua TV. O aparelhinho é uma jogada inteligente da empresa que finalmente resolveu faturar direito com a nossa nostalgia, mas ainda poderia ser melhor.

Vamos dar uma olhada mais a fundo: O NES Classic Edition é um console "Plug and Play", dentre os quais já existem modelos de Mega Drive, Atari e mais. Ele será lançado em 11 de novembro de 2016 nos Estados Unidos e custará US$ 59,99 por lá, o que dá uns R$ 195 sem impostos e mais de R$ 300 com o custo Brasil.

Ele acompanha um controle de NES com fio que usa uma entrada diferente da clássica, é a mesma entrada para plugar acessórios no Wii Remote. Com isso, você pode usar esse controle de NES também no Wii e Wii U para jogar jogos do Virtual Console. Se quiser jogar com 2 pessoas, você pode comprar outro controle de NES por US$ 9,99 (uns 32 contos) ou plugar um Controller Pro do Wii ou Wii U, o que é bem bacana.


A seleção dos 30 jogos é bem bacana, pois conta tanto com jogos da Nintendo como: Mario Bros., Donkey Kong e Donkey Kong Jr., Super Mario Bros. 1, 2 e 3, The Legend of Zelda 1 e 2, Metroid, Kirby’s Adventure, Punch-Out!!, Dr. Mario, Balloon Fight, Excitebike, Kid Icarus, Ice Climber, StarTropics; como também um monte de jogo de outras empresas tipo Castlevania 1 e 2, Mega Man 2, Ninja Gaiden, Super C, Pac-Man, Gradius, Final Fantasy, Ghosts'N Goblins, Galaga, Gradius, Double Dragon 2, Bubble Bobble e Tecmo Bowl.

Agora, para as más notícias. O NES Classic Edition é voltado apenas para os fãs nostálgicos que queiram matar a saudade. Ele não roda cartuchos físicos, o que é uma pena, pois o Mega Drive clássico da Sega faz isso. Ele também não se conecta à internet. Não é possível comprar novos jogos de NES e a Nintendo não planeja expandir de nenhuma forma essa lista inicial de 30 jogos.

Nesse ponto parece que a Nintendo perdeu uma grande oportunidade. Há algum tempo eu venho falando com amigos sobre essa grande demanda para um mercado de consoles em miniatura. Após o final de uma geração as empresas simplesmente esquecem seus videogames como se eles nunca tivessem existido, deixando muita gente para trás no caminho.


Ao mesmo tempo, eu não posso ter 3, 6, 10 caixas gigantes plugadas à minha TV, não há espaço para isso, não importa o quanto eu goste de cada um deles. Isso gera uma demanda por facilidade, pequenas caixas com grande poder que possam rapidamente acessar conteúdos simples. A ideia de miniaturizar os designs originais dos consoles é apenas a cereja no bolo que os deixa extremamente estilosos.

Porém, é preciso haver uma conexão entre todas essas caixas ou então eu apenas fico recomprando as mesmas coisas várias e várias vezes. Por exemplo, pense quantas vezes você já recomprou Super Mario Bros. desde o seu lançamento. Em remakes como Super Mario All-Stars, ports como Super Mario Bros. Deluxe e Super Mario Bros. NES Classic, Super Mario 25th Anniversary, no Virtual Console do Wii e do Wii U que são separados, a lista é imensa.

Por que o NES Classic Edition não é capaz de se conectar à internet e permitir que eu jogue outros jogos de NES que estão na minha conta do Virtual Console nele? Por que se limitar apenas a esses 30 jogos? Se não desejavam colocar uma entrada para cartuchos, que fizessem mini cartuchos também para no futuro poder expandir.


Todos prestam mais atenção quando a Nintendo faz algo. Aposto que a maioria nem conhecia o Mega Drive Classic e talvez alguns até passem a imaginar que ela criou os consoles "Plug and Play" com o novo NES Mini. No entanto há também o lado bom dessa paixão. Fãs já estão animados com as possibilidades, pedindo por versões clássicas também do Super Nintendo e Nintendo 64, pensando em quais jogos poderiam vir.

Obviamente o NES Classic Edition será um sucesso estrondoso, foi uma sacada extremamente inteligente e mostra que a Nintendo continua sabendo como lucrar com seu legado. Porém ele poderia significar mais do que apenas nostalgia, ele poderia ser também parte do futuro, uma evolução da Nintendo para fora desse ciclo de acerto e erro que a leva entre céu e inferno de 5 em 5 anos, uma evolução que assim como o Wii, passa pelo NES.

Cada vez mais as pessoas querem apenas uma caixa para jogar Mario.

6 comentários:

  1. Zelda BOW, sucesso de Pokémon Go e Remake do NES marcam o retorno da Nintendo

    https://seanmalstrom.wordpress.com/2016/07/14/nintendo-re-releases-the-nes/

    Pronto. Faça uma matéria sobre isso, se até o Malstrom já se rendeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo extremamente do Malstrom em muitas coisas. Vejo esses pontos como acertos isolados da Nintendo, mas não sinais de que ela mudou sua forma de pensar.

      Pokémon Go por exemplo, nem mesmo é dela, ela só está colhendo os louros

      Excluir
    2. Não sei se sou só eu, mas não acho os artigos mais recentes do Malstrom tão bons quanto os de antigamente, na época do Wii e do DS. Parece que teve uma queda de qualidade.

      Excluir
    3. Sim, houve uma queda drástica na qualidade, muita gente reparou. Uma das teorias sobre Malstrom é que ele era na verdade mais de uma pessoa postando na mesma conta, o que explicaria por que às vezes ele se contradizia em detalhes.

      Nesse caso seria possível imaginar que essa pessoa talvez tenha saído, deixando a outra com controle total. Porém, é só uma teoria. Não tiro mais nada de útil de posts do Malstrom há mais de um ano.

      Excluir
  2. Ninguém concorda com todos em tudo. Acho que o Malstrom também está com o pé atrás, pelo menos até mostrarem o NX. Mas eu acho que a Nintendo tem dado alguns passos na direção correta sim. Tomara que eles consigam voltar aos céus, aguentar outro Wii U/Gamecube não será facil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como mencionaram, a qualidade dos posts do Malstrom caiu muito. Na época do Wii U uma das piores coisas era como ele se recusava a falar do console até ser lançado, nem mesmo concordava em afirmar coisas óbvias, como o fato de que ele seria mais fraco que PS4 e Xbox One.

      Agora no NX os posts continuam ruins mas pelo extremo oposto. Não há qualquer informação sobre o console e ele fala sobre ele o tempo todo como se rumores e palpites já fossem informação confirmada.

      Excluir