Lomadee

sábado, 18 de janeiro de 2014

Nintendo revisa previsões e espera prejuízo por 3º ano seguido

"Eu pensei que era o escolhido" / "É cara... eu também"

Esta última sexta-feira, dia 17 de janeiro de 2014, a Nintendo revisou suas previsões de venda para o ano fiscal de 2013, o qual se encerra em março de 2014. O presidente da Companhia, Satoru Iwata, anunciou com grande pesar que as vendas, tanto do Nintendo 3DS quanto do Wii U, falharam em atingir suas metas.

Isso levou a empresa a revisar suas expectativas. O Nintendo 3DS que deveria vender 18 milhões, agora acredita-se que venderá apenas 13,5 milhões e o Wii U, de 9 milhões, foi reajustado para 2,8 milhões. Isso fez com que a previsão de lucro da Nintendo fosse reduzida em 94%, de um lucro de ¥55 bilhões para um prejuízo de ¥36,4 bilhões, algo em torno de US$ 340 milhões, variando com a cotação da moeda japonesa.

Este é o terceiro ano em que a Nintendo terá prejuízo operacional, e normalmente no terceiro strike um presidente está fora. Porém, o CEO Satoru Iwata, apesar de se responsabilizar pelas perdas, disse que não irá sair. Devido aos prejuízos, investidores da Nintendo não receberão dividendos pelas suas ações.

Segundo a Nintendo, o único lugar onde o 3DS vendeu bem foi na França (talvez porque Pokémon X & Y estava cheio de cultura francesa) e em outras países ela falhou em alcançar suas metas por largas margens. O número de 13,5 milhões do Nintendo 3DS é ainda menor quando pensamos que o Nintendo DS, sem suporte, ainda vende 10 milhoes por ano.

Este foi o ano de Luigi's Mansion: Dark Moon, Fire Emblem: Awakening, Monster Huner 4 (no Japão), Animal Crossing, Donkey Kong Country Returns 3D, Pokémon X & Y e o ótimo The Legend of Zelda: A Link Between Worlds. Nada disso ajudou o Nintendo 3DS a vender mais do que no ano passado. Nem mesmo o fenômeno Pokémon e o Nintendo 2DS.

A Nintendo espera 36% menos vendas do 3DS e Wii U e esperam que as vendas de jogos do Nintendo 3DS tenham caído 15% esse ano. Para 2014 a empresa espera reformular seus modelos de negócios (eu não acredito) e, sem surpresa alguma, vão investir ainda mais em marketing, ¥8 bilhões, e m pesquisa e desenvolvimento ¥15 bilhões.

Talvez vocês se lembrem do artigo "Nintendo e a Espiral da Morte" e finalmente estejam começando a ver algumas semelhanças:

Passo 3 - Investidores esperavam que a empresa crescesse mais do que cresceu e ficam impacientes;
Passo 4 - A empresa promete maior crescimento ao gastar mais dinheiro em investimentos, como se quanto mais dinheiro for gasto, maior será o lucro;
Passo 5 - Os investimentos não têm o retorno esperado. Volte ao passo 3 e repita.

Até os melhores CEOs têm dificuldade de fugir da Espiral da Morte. Quando a empresa não alcança o crescimento esperado, a única coisa que um CEO pode fazer para brecar maior desvalorização é prometer que vai consertar isso investindo mais dinheiro.

E novamente reitero, a Nintendo está fazendo furos em seu barco bem no meio do dilúvio. Não é só uma estratégia ruim, é estúpida.

14 comentários:

  1. E pensar que aqui mesmo no blog teve gente xingando nos comentários insistindo que o 3DS ia bem no mundo todo. Em um certo fórum, tive que ler uma pérola de que a culpa do Wii U (sendo console para hardcores) não vender bem é por causa do Wii e seus jogos para não jogadores.

    Sinceramente, torço para todos os consoles afundarem nas vendas. É muita arrogância lançarem consoles caros, jogos a 60 obamas e grandes orçamentos nesse período de vacas magras na economia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente os fóruns estão anos atrasados em relação à gente, não dá vontade de frequentar esses ambientes.

      Excluir
  2. Faça mais textos, por favor! Gosto do que você posta aqui!

    ontopic: Sinceramente, o 3DS foi um câncer que a Nintendo curou com quimioterapia, deixando sequelas e buracos no ano fiscal. Logo após, com o câncer do Wii U cortado o preço, a quimioterapia deixou sequelas, buracos, e ainda não foi curada.

    Acho o Wii U um console com bons jogos, e acho o 3DS o melhor console que já tive e que eu poderia ter. Mas a Nintendo deveria voltar a ser agressiva e sair de seu mundinho sustendado a base de Wii e DS.

    Como publicadora de games, nota 10. Mal sei qual game vou comprar pro 3DS, dentre tantas opções boas.

    Mas tá afundando com o Wii U, da mesma forma que se ferrou, no inicio, com o 3DS. 3DS foi um cancer que esta dando certo, mas não adianta nada ser bom agora, olhando os cofres.

    Pelo menos, para quase todos que eu conheço, o 3DS é um bom video game, embora foi mal montado, mal organizado, mal planejado e quase um fracasso, se não fosse o corte mais as toneladas de jogos que recebeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também queria publicar mais KSPS, mas é complicado. Eu não diria que a Nintendo curou o câncer do 3DS, ele ainda está lá matando ela, junto com o Wii U.

      Esse ano eu comprei muitos jogos de 3DS, todos os grandes que saíram no ano, e tirando por The Legend of Zelda: A Link Between Worlds, todos me decepcionaram bastante

      E vale lembrar que eram todos títulos da Nintendo, não há thirds ou indies lançando jogos interessantes no 3DS

      Eu vejo o 3DS como um portátil que quem sempre teve portáteis Nintendo, compra, mas acaba deixando um pouco de lado, talvez até sem perceber. Tem os mesmos jogos de sempre, mas eles acabam enjoando.

      O único jogo que me fez largar o Vita foi o Zelda. Pra jogar um Pokémon monótono, um Fire Emblem meio sem sal, eu prefiro pegar qualquer Indie mais agitado no Vita. Ultimamente foi Terraria.

      Excluir
  3. Não é prejuízo, ela deixou de ganhar. Ela tinha expectativa de ganho x, ganhou x/2. Não é o mesmo que vem ocorrendo com a sony que tem prejuízos de fato, já a nintendo teve lucro líquido de 250 milhões de dólares, se não me engano. O que aconteceu que o Iwata jogou a expectativa lá no talo, achando que Mario 3d resolveria.

    O problema são os jogos. A nintendo quer investir no 3d. quanto mais ela investe nessa obsessão, mais ela afunda.

    Respeito muito sua informação, mas passar meias verdades, já basta a grande mídia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo no momento é previsão, o ano fiscal só fecha em março de 2013. A Nintendo previa que lucraria e substituiu essa previsão por uma de prejuízo. Para ela prever prejuízo, é porque o prejuízo está vindo. Pode ser maior do que ela previu e pode ser menor.

      Ela previu no entanto, lucro líquido, por causa do câmbio. Isso é o que chamamos de "prejuízo operacional". Significa que o seu negócio não está bem, está dando prejuízo mas o câmbio te salvou. Porém, também é previsão e depende de como o Yen, a moeda japonesa, estará.

      Ninguém vê sorte no câmbio como otimismo, assim como não veem como pessimismo. Em outros tempos a Nintendo estava bem e o câmbio a atrapalhou, fazendo com que ela tivesse prejuízo, mas ninguém falava mal dela nessa época, porque não fazia sentido, os negócios dela estavam bem.

      Satoru Iwata não jogou as expectativas no talo não, ele apenas deu de encontro com uma realidade onde ninguém queria o videogame deles. O Nintendo 3DS deveria vender apenas 20% mais do que no ano anterior, não conseguiu nem 1% mais. O Wii U então, está vendendo menos do que o GameCube.

      Não tem nenhuma informação errada ou meia-verdade no texto.

      Excluir
  4. O que você nunca cita é que os portáteis hoje estão na era dos smartphones e tablets, o "público expandido" migrou para eles, considerando isso o 3DS vendeu sim muito bem, o DS nem GBA nem o GB teriam vendido tão bem se estivessem nessa era de smartphones e tablets com jogos vendidos a 1 dólar. Um portátil que vende quase 45 milhões na era dos smartphones e tablets é sim um feito de sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a resposta que os especialistas / analistas vão te dar, a resposta errada. O 3DS perdeu o seu público para os smartphones e tablets? Sim, mas simplesmente porque agora é uma era de smartphones e tablets? Não, isso é o que querem que você acredite

      O Nintendo DS bateu com o mercado mobile no meio da vida dele e começaram a falar que o mercado mobile iria derrubar o DS, que havia começado uma era de smartphones e tablets. O que aconteceu? O DS continuou vendendo pra caramba e os especialistas / analistas tiveram que parar com esse papo de "era dos smartphones e tablets"

      O Nintendo 3DS não perdeu o público, ele perdeu a relevância. O DS te dava um motivo pra ter um portátil, ele era anti-indústria, era um portátil sobre resgatar interesse, resgatar público. o 3DS é pró-indústria, ficou focado só nos jogadores hardcores e fãs da Nintendo

      o 3DS se fez com jogos como Mario, Mario Kart, Resident Evil, Metal Gear Solid, Luigi's Mansion, Pokémon, sempre os mesmos nomes, sem novidades, sem novas filosofias. Quem fez o DS? Mario? Mario Kart? Não, foram títulos como Nintendogs e Brain Age

      Jogos como Nintendogs e Brain Age venceram os smartphones na época e uma filosofia dessas, tanto no console quanto nos jogos, poderia vencê-los de novo. A Nintendo não perdeu para os smartphones, perdeu para si mesma

      Excluir
    2. Não adianta você negar, na época do DS os smartphones e tablets estavam apenas começando, e começaram a fazer sucesso em 2010, justo no ano que o DS começou a cair nas vendas, DS não venceu smarts devices porque eles não existiam na época, agora a realidade é outra, jogos como Brain Age e Nintendogs não venderiam nem metade do que venderam se existisse tablets e smartphones na época.

      Excluir
    3. Isso foi o que disseram na época, mas o mercado mobile já estava forte e já havia gente pra dizer que não havia necessidade para um portátil dedicado. O DS venceu e tiveram que se retrair de novo. Na época até o PSP era visto como um grande negócio porque era uma central multimídia e o DS também venceu o PSP.

      Sempre vai haver um especialista que não entende de jogos para dizer que os videogames vão acabar. Para eles, um dia as pessoas jogarão nos smartphones e tablet, no PC e se as Smart TVs tiverem hardware potente o suficiente, substituirão a necessidade de um console, assim como os smartphones substituiriam os portáteis.

      Não vai acontecer isso pelo simples fato que videogames atendem uma demanda do público. Smartphones, tablets e PC, são plataformas de fuga. Quando os videogames não estão oferecendo algo relevante, elas fogem para essas plataformas.

      É preciso então oferecer relevância. Os próprios videogames não sabem o que são e qual seu papel, o que torna alguns irrelevantes.

      Por exemplo, o 3DS é irrelevante, mas e se toda a filosofia do 3D, aliada ao efeito 3D sem óculos fosse o próximo grande passo em matéria de jogos? Os smartphones e tablets estariam agora competindo com o 3DS? Não, pois ele teria sido o disruptor, estaria dominando o mercado hoje. Ele não perdeu o mercado para os smartphones, perdeu para sua própria aposta errada.

      É bom grifar aqui que não se trata de buscar uma inovação tecnológica, um "gimmick", uma bugiganga diferente. A Nintendo acreditou que se tratasse disso e se ferrou com o 3DS e o Wii U por isso. É preciso oferecer relevância para a vida das pessoas.

      O Wii e o DS tinham filosofias que se introduziam na vida das pessoas. Brain Age não era só um jogo de treinar o cérebro e Wii Fit não era só uma fita da Cindy Crawford. Ambos eram frutos de uma filosofia de entrar na sua vida e torná-la melhor.

      Hardware que apenas possui jogos integrados não possui filosofia, não pode oferecer "valor excepcional" como um hardware dedicado. O DS ou o Wii derrotariam qualquer adversário, enquanto 3DS e Wii U perderiam para qualquer um

      Excluir
    4. Eu gostaria que voce produzisse um texto sobre o seu posicionamento a respeito da tal "estrategia do novo oceano azul" que iwata diz aplicar com o tal novo foco a qualidade de vida. Porque, apesar de deixar de aparentemente deixar de enchergar o wiiU como um console para fas da nintendo e jogadores hardcore, ela assim se afastará do mercado de games em geral. eu não acho que isso é uma boa ideia.

      Excluir
    5. Não acho que a Nintendo vá levar o Wii U nessa direção, ela deve lançar novos produtos voltados para isso. Apesar de ser uma boa ideia diversificar os negócios dela, você não enfeita a varanda quando a casa tá caindo aos pedaços, não inspira confiança.

      Excluir
    6. sai brain age pra 3DS, e não foi de longe nem perto do sucesso dos brain age pra DS.
      Qual o problema então?

      Excluir
    7. Isso eu expliquei com "Nintendogs+Cats não é pro público expandido"

      http://www.nabaladadomariobros.com/2011/04/nintendogscats-nao-e-pro-publico.html

      Excluir