Lomadee

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Pokémon Sun & Moon: Os novos 151


Pokémon Sun & Moon tiveram um novo trailer divulgado hoje que botou uma quantidade imensa de novidades sobre o jogo na roda e você pode ver todas abaixo. Porém, o que mais me interessou foi uma coisa logo no começo do vídeo, chamada "Alola Form", que apresenta alguns Pokémons clássicos dos 151 em novas versões com tipos diferentes, como um Vulpix de gelo.


Isso me interessa muito pois eu já tive essa ideia antes. Ela foi um dos conceitos que eu criei para um jogo hipotético de Pokémon, assim como as montarias e grupos de inimigos em The Legend of Zelda: Breath of the Wild. Havia um problema quando eu estava criando esse design que não me permitiu firmá-lo, eu não tinha realmente ideia do impacto que ele causaria nem qual era sua viabilidade técnica.

Quando estou fazendo o design de um jogo, há coisas que eu sei que dão certo, coisas que eu sei que dão errado, coisas que eu sei que são possíveis e coisas que eu sei que são impossíveis. Há no entanto também espaço para algumas incógnitas que estão além do meu conhecimento no momento da concepção do design. "Isso funcionaria?", "Teria o efeito que eu quero?", "Dá pra fazer?".

É nesse momento que o trabalho fica realmente pesado. É preciso filosofar sobre o cerne do conceito que você está propondo e como ele interage com o jogo em si, pesquisar se outros jogos já tentaram fazer algo semelhante antes, com quais resultados, e depois traçar hipóteses e testá-las em simulações ou testes práticos. O pior de tudo, às vezes você ainda pode sair com resultados inconclusivos.


Então quando a Nintendo vai e faz o meu trabalho por mim ao adicionar essas ideias hipotéticas ao jogo de verdade, é algo que me poupa muita dor de cabeça. O público reagiu bem às novas Alola Forms quando eu não tinha certeza se seria bem aceito mexer no que é clássico. Enquanto isso a Game Freaks provou que não é impossível tecnicamente criar novas versões dos pokémons antigos.

Quando eu pensei na ideia de criar novas versões dos pokémons clássicos, minha intenção era, como falamos no artigo "Previsivelmente fora de controle", perder o controle do que está no jogo, bagunçar as regras já estabelecidas, permitir que os pokémons que já conhecemos sejam diferentes do que estamos esperando e assim manter tudo excitante.

Minha inspiração veio de um estilo de Hack de jogos de Pokémon conhecido como "Randomizer". Este hack altera completamente os pokémons do jogo. Você pode capturar um Bulbasaur no mato e ele ser um pokémon do tipo Fogo e ser tão fraco quanto um Rattata. Estes hacks mantêm o jogo sempre novo, de uma forma que você não pode levar seu conhecimento prévio de Pokémon para eles. É como se você estivesse novamente jogando Pokémon pela primeira vez.


Ao apresentar essa ideia as primeiras reações que recebi foram negativas: "Eu odiaria encontrar um Pidgey tipo Elétrico ou um Caterpie tipo Água", e eu pensei que talvez estivessem certos, afinal eu não tinha mais informações no momento para afirmar que isso era algo que as pessoas gostariam. Agora Vulpix e Sandshrew foram muito bem aceitos em suas novas formas, assim como suas evoluções.

Um ponto curioso aqui é: Por que retornar aos 151 originais? Bom, Pokémon já tem monstros demais e eles não conseguem exercer a função que o Randomizer exerce. Todo novo jogo de Pokémon temos novos pássaros e insetos largados no mato para pensarmos que são criaturas novas e que tudo é excitante, porém só vemos neles Pidgeys e Caterpies até hoje.

Estranhamente se víssemos Pidgeys e Caterpies que pudessem ser qualquer coisa, ficaríamos ao menos curiosos, intrigados e talvez até os capturássemos. Os jogadores de Pokémon não querem centenas de novos monstros a cada capítulo para fingir que se trata de um jogo novo, eles querem relevância para os que já existem, especialmente os velhos favoritos.

Posts relacionados
Previsivelmente fora de controle

Nenhum comentário:

Postar um comentário