Lomadee

domingo, 7 de setembro de 2014

Você é patético

Não, não você caro leitor, você é maneiro. Recentemente, Shigeru Miyamoto, criador de Super Mario, The Legend of Zelda e da paçoquita cremosa, deu uma entrevista para a revista Edge do Reino Unido onde praticamente chamou os jogadores casuais de "patéticos".

Provavelmente foi uma má escolha de palavras na tradução do japonês para o inglês, mas o que realmente importa sobre essa entrevista é que... na verdade é isso mesmo que a Nintendo pensa. Vamos entender um pouco mais sobre isso.


Na entrevista, foi falado sobre como a Nintendo abandonou o público casual, aquele que ela conquistou com o Wii e DS, e agora está se focando no público hardcore, com Wii U e 3DS. Muita gente duvidava quando anos atrás falávamos que o foco da Nintendo havia mudado, mas por várias vezes a empresa já reafirmou isso. Cá entre nós, não tem dado muito certo para ela.

A citação de Shigeru Miyamoto que começou o efeito dominó foi: "São o tipo de pessoa que, por exemplo, podem querer assistir um filme. Eles podem querer ir para a Disneylândia. A atitude deles é "Ok, eu sou o cliente. Você tem que me entreter". É uma atitude meio passiva que eles estão tomando, e para mim isso é uma coisa meio patética. Eles não sabem quão interessante é se você der um passo a frente e tentar se desafiar".

Há palavras em japonês que podem causar esse tipo de desentendimento, como se por exemplo, Miyamoto quisesse usar a palavra "Kawaisou" no sentido de "triste" ou algo digno de "pena". Ele estaria querendo dizer algo como "que pena que esses jogadores não buscam ir além da passividade, isso é triste".

Porém, no fundo, a Nintendo realmente considera os jogadores casuais patéticos. Nós nunca havíamos entendido o que aconteceu com o Wii e o DS, mas agora isso realmente ficou claro. A Nintendo queria conquistar o público casual com o Wii e o DS, mas não porque o valorizam, mas porque queriam transformá-los em hardcores.

A Nintendo estava alheia ao fato de que jogadores casuais, ou não-jogadores, são na verdade pessoas boicotando a indústria de jogos atual. Eles não gostam dos jogos que estão sendo lançados hoje em dia e por isso nem se dão ao trabalho de comprar um videogame, preferem fazer outras coisas.

Quando o Wii e o DS trouxeram os jogos que elas queriam, essas pessoas ficaram animadíssimas e esses videogames venderam, mas venderam MUITO, e os jogos que elas gostaram também venderam MUITO. Mas qual era o plano da Nintendo? Continuar dando a essas pessoas os jogos que elas gostavam? Não.


O plano malégno da Nintendo era transformar o Wii e DS em cursos supletivos de jogos, fazer os jogadores casuais "aprenderem" sobre os outros jogos e eventualmente se "graduarem" jogadores hardcore. Para isso ela lançava jogos de entrada, como Wii Sports, Brain Training e Nintendogs, jogos ponte como Mario Kart e New Super Mario Bros. Wii, e jogos hardcore, como Super Mario Galaxy e Metroid Prime 3: Corruption.

Isso finalmente explica por que a Nintendo abandonou o Wii apesar de todo o seu sucesso. O plano dela não deu certo, os jogadores não estavam "estudando", nem se "graduando", eles continuavam em sua posição "casual" e para ela isso era preguiçoso, eles não se esforçavam, era patético.

Aqui no blog não temos esse preconceito com jogadores casuais, não os achamos patéticos, os achamos pessoas normais. Eles são nossos pais, nossos irmãos, nossos tios, nossos professores, médicos, secretárias, são pessoas comuns que têm suas vidas próprias e que não podem ser considerados preguiçosos apenas pelo seu gosto em jogos.

O jogador casual sabe o que quer jogar e o que ele quer é diferente da maioria dos jogos que estão no mercado hoje em dia, que são jogos provenientes de cultura do PC. Quando ele diz "Eu sou o cliente, você tem que me entreter", ele não está sendo passivo, ele está fora da indústria, esperando ver algo pelo qual valha a pena voltar.

Quem voltou por causa de Wii Sports depois viu mais jogos de esporte tão geniais quanto ele? Quem voltou por New Super Mario Bros. Wii recebeu mais jogos de plataforma? Mais importante, quem voltou para a indústria de jogos, sentiu-se estimulado pelos outros jogos que estavam sendo lançados, além dos que inicialmente despertaram seu interesse?


Diferente do que a Nintendo e Shigeru Miyamoto pensam, os jogadores casuais não precisam se graduar, eles precisam de mais jogos que os agradem. Se algum casual abandonou o console após Wii Sports não foi porque o jogador não se esforçou para gostar de um jogo mais complexo, mas porque a Nintendo não captou sua imaginação com outros jogos.

Aparentemente o Nintendo Wii e Nintendo DS eram arapucas para jogadores casuais. A Nintendo esperava que eles evoluíssem até chegar a jogos hardcore. E afinal, por que tudo isso? A resposta é bem simples. Para reduzir o nível de exigência do público e assim poder fazer os jogos que ela quer, não os jogos que o público demanda.

Jogadores hardcore não são exigentes, compram qualquer jogo que seja de uma franquia de respeito, como Super Mario, The Legend of Zelda ou Metroid, mesmo que esses jogos sejam ruins, estraguem completamente os personagens ou tenham um design totalmente diferente de suas iterações originais. Com o público hardcore a Nintendo faz o que quer.

Já os jogadores casuais são exigentes, não compram qualquer coisa. Apesar de muitas vezes as pessoas os acusarem de comprar qualquer porcaria, um casual nunca compraria os capítulos atuais da série The Legend of Zelda, pois eles não são divertidos como antigamente. Casuais facilmente substituíram a série por The Elder Scrolls: Skyrim. Com o público casual a Nintendo tem que se esforçar e fazer o que eles exigem, ou então eles a deixam de lado.

Agora a Nintendo está agindo da seguinte forma: "Querem ir? Que se danem, não precisamos de vocês". Esta é a mesma empresa que alguns anos atrás afirmou que havia uma crise na indústria, crise na qual estamos agora, onde há cada vez menos jogadores e é preciso buscar alternativas para não chegar à extinção.

Segundo a Nintendo, eles não precisam mais expandir o público, não precisam mais da arapuca, ou no caso de jogos de entrada para esse público que joga casualmente ou que parou de jogar. A Nintendo acredita que quem cuida desse público agora são os smartphones e os tablets e eventualmente eles irão se graduar para os videogames, da Nintendo.


Shigeru Miyamoto disse: "Nos dias do DS e Wii, a Nintendo tentou o seu melhor para expandir a população de jogadores. Felizmente, por causa da propagação de aparelhos smarts, as pessoas consideram jogos como algo garantido. É uma coisa boa para nós, porque nós não temos que nos preocupar em fazer jogos que sejam relevantes para o dia a dia das vidas das pessoas em geral".

Acho que não preciso explicar muito por que está é uma das piores decisões que a Nintendo já tomou. Basta olhar para a situação atual da empresa, perdendo público e relevância, achando que vai colher louros de uma geração inteira que cresce com Angry Birds e Minecraft ao invés de Super Mario.

Eu gostaria de dizer que sinto pena da Nintendo, mas enquanto ela insiste nos piores erros da sua história e os chama de sucessos, só posso achá-la patética.

12 comentários:

  1. Texto mal escrito, cheio de erros, chega até parecer que o redator está tendo crises emocionais enquanto escreve, fiquem de olho na qualidade do texto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O texto tá ruim ou você quem é um Nintendista encubado em que não quer ver os fracassos da empresa?! Acho que crises emocionais (e existenciais) é você.

      Desde o lançamento do "incrível WiiU", a empresa visivelmente está afundando numa areia movediça sem volta. O desespero se mostra a partir queo Miyamoto chama os usuários de "patéticos" e a "super criatividade" de lançar 500 Mario Bros (e seus companheiros).

      Me diga algum jogo exclusivo da Nintendinho que fez sucesso e fez todo mundo "querer ter" além das franquias de Zelda, Mario ou Pokémon?!

      Só você, "querida", que não percebe que 70% dos jogadores nintendistas evadiram pra outros consoles pela pobreza de jogos.

      E faça um favor a si mesma e, antes de cagar tudo, procure na internet como anda as ações da Nintendo no mercado.

      NOOB. (Y)

      Excluir
    2. Sim, o WIi U e o 3DS foram duas belas cagadas.

      Ela conseguiu se "recuperar" - na visão dos fãs, no sentido de bons jogos saindo e talz - com o 3DS. Com o Wii U, as coisas andam feias.

      Excluir
    3. Discordo Alessandra, até porque eu sou um filho da mãe muito frio, se analisei, foi de maneira sóbria

      Excluir
    4. Eu só vim aqui pedir desculpas, encontrei esse blog quando procurava opiniões sobre a declaração do Miyamoto no Google e de início não gostei muito da matéria, parecia que o redator não gostava da Nintendo, mas comecei ler todo o blog e percebi que tudo que estava escrito aqui fazia bastante sentido.
      Hoje mudei bastante a opinião que tinha da Nintendo e gosto bastante do blog, parabéns pelo trabalho. ^-^

      Excluir
    5. Por nada Alessandra, não ofendeu =) Que bom que gostou do Blog

      Excluir
  2. Cara, fiz uma walltext aqui mas tudo foi perdido.
    Basicamente, disse que estava com saudades das postagens e etc.
    E que concordo com muita coisa que você disse. A nintendo conseguiu transformar vários casuais em hardcores, mas não da forma que ela queria. A porcentagem foi muito baixa, e muitos casuais "pularam" para os consoles da concorrência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que ninguém se converteu não, o mesmo cara que jogava Wii Sports, deve ter jogado Wii Fit e quando a Nintendo parou, pulou pro Angry Birds, Candy Crush, etc

      Eu queria postar mais, mas estive muito doente nos últimos meses =(

      Excluir
    2. Só estou lendo isso agora, estamos em 2015. Tenho 29 anos, com o tempo fui me tornando casual porque não me interesso pelas porcarias que são os jogos atuais em todas plataformas.

      Maioria sempre focados só em gráficos, uma quantidade absurda de jogos de tiro genéricos, uma mesmice absurda dos consoles atuais competindo qual jogo aguenta mais frames por segundo usando o cpu no máximo possível com texturas hiper realistas. A falta de criatividade deles (Sony, Nintendo e Microsoft) é terrível. Sony e Microsoft fazem jogos sem nenhum desafio apenas para demonstrar super desempenho do hardware e imersões holywoodianas nos jogos. A franquia Resident Evil virou um LIXO boçal sem nenhum desafio, sem dificuldade. Porque eu compraria um console que custa uma fortuna pra jogar Resident evil 5 e 6 sendo que no 4 foi uma decepção? Porque eu compraria um Remake de Resident Evil 1 em HD se eu já tenho ele no gamecube sendo que meu foco não é ficar babando no detalhes em HD e sim apreciar o gameplay e me divertir?

      Porque eu compraria um Wii U pra jogar Super Mario 3D World sendo que todos os elementos daquele estão nos antigos jogos do mario? Melhor eu abrir um emulador de super nintendo e reviver meus anos de infância e adolescência jogando Super Mario All Stars & Mario World, onde era possível jogar mario bross 1,2,3, lost levels e Super Mario World.

      Consoles atuais? Cadê os jogos de luta? Jogos de estratégia? Jogos beat and up? Jogos de corrida bem marotos que não sejam games pretensiosos de racha, reciclados dezenas de vezes?

      O que aconteceu com a capcom? Porque abandonaram franquias tão legais e personagens como megaman? Porque Konami se limita em reciclar Pro Evolution Soccer eternamente?

      Hudson soft? Bomberman virou um lixo extremo no X-box 360... o que custava continuar o mesmo estilo caricato e cartunesco?
      E a kemko? Não podia lançar um novo top gear pra bater de frente com os jogos de corrida?

      Quando o Nintendo Wii foi lançado fiquei animado, lembro bem. Inclusive, até hoje jogo wii sports resort, minha namorada adora.

      A propósito suas críticas contra a nintendo são muito bem fundamentadas.

      Por exemplo a franquia zelda que eu jogo faz vinte anos. Isso mesmo, vinte anos! Nunca abandonei a franquia e concordo com algumas coisas que você disse em outro post a respeito de Skyward Sword. A decadência dos jogos zelda foram evidentes. Não sei o que esperar do próximo Zelda para wii U, vamos ver. Não achei o Skyward ruim, até que gostei de jogar, mas foi um game fraco e entediante para uma franquia como zelda. Ontem eu critiquei a linha do tempo super forçada e mal amarrada da franquia zelda, fui esculachado por moleques que se dizem fãs, um bando de adolescentes fanáticos que começaram a jogar zelda esses dias e aceitam aquela linha do tempo forçada que só limitou a criatividade dos jogos para explicar a mitologia de hyrule. Enfim, a maré da crise criativa dos consoles atinge a Nintendo com mais força do que os outros consoles.

      Gosto muito da nintendo, mas a sensação que tenho é que eles estão perdidos e desesperados desde que abandonaram o Wii e o DS. Eu acho é pouco, pois a empresa demonstra desrespeito com o público consumidor há anos.

      Excluir
    3. Valeu Safira, comentários como o seu sempre nos incentivam muito. Gostamos de ser a voz de quem consegue sentir que tem algo errado lá fora por baixo de toda essa atmosfera de falso otimismo da indústria

      Excluir
    4. A geração atuação de video games é irritante. Sinceramente, irritante. A indústria de Games morreu na geração PS3 Xbox360 (pelo menos pra mim). Que chato, eu tinha postado aqui com perfil SAFIRA e nem tinha visto que tava logado com outra conta. Minha conta é a que estou postando agora.

      Excluir
    5. Que voz grossa que você tem Safira D=

      Excluir