Lomadee

domingo, 3 de abril de 2011

Lidando com Haters


Estava mexendo na minha conta do Google Docs hoje e encontrei isso. Acho que foi o Pablo Peixoto que me passou isso um dia, não tenho certeza, era um artigo interessante então eu traduzi, vale uma lida

Nada pessoal hein turma, eu adoro todos os comentários, isso inclui os Haters ^^


Lidando com Haters

Escrito por Khaled A., em 9 de Agosto, 2010
Traduzido por Rafael Monteiro

Tim Ferriss discutiu no evento The Next Web 2010 em Amsterdam, como lidar com haters¹, e como se beneficiar por eles também.
Aqui estão algumas idéias que a Marshable listou após entrevistar Tim

¹Hater - Inimigo; Odiador; termo comum da Internet para pessoa que não pode ficar feliz pelas outras, precisa criticar. Nem sempre por inveja, um Hater pode querer só derrubar as pessoas.

1. Não importa quantas pessoas não entendem. O que importa é quantas entendem.
“É crítico na mídia social, assim como na vida, ter um objetivo claro e não perder isso de vista”, diz Ferriss. Ele discute que se seu objetivo é fazer o maior bem para o maior número de pessoas ou mudar o mundo de alguma pequena forma (seja por um produto ou serviço), você só precisa conquistar seus primeiros 1.000 fãs — e cuidadosamente. “Desde que você esteja realizando seus objetivos, esses 1.000 irão liderar um efeito cascata”, explica Ferriss. “Os 10 milhões que não entendem não importam”.

2. 10% das pessoas vão achar uma forma de tomar tudo pessoalmente. Espere por isso.
“As pessoas são menos produtivas em modo reacionário”, declara Ferriss, antes de explicar que se você está esperando resistência e ataques, você pode escolher responder adiantadamente, ao invés de reagir inapropriadamente. Isso, Ferriz diz, só multiplicará o problema. “Eu vejo pessoas cometendo “suicídio de mídia social” online o tempo todo de uma ou duas formas. Primeiro ao responder todo o criticismo, significando que você nunca vai encontrar tempo para completar suas metas importantes, e ao responder a coisas que não merecem uma resposta”. Isso, diz Ferriss, leva a mais credibilidade ao gerar tráfico.

3. “Tentar fazer com que todos gostem de você é um sinal de mediocridade”. (Colin Powell)
“Se você tratar todos igualmente e responder a todos se desculpando ou concordando, você não vai reconhecer as melhores performances, e não vai melhorar as piores performances”, diz Ferriss. “Isso garante que você terá mais comportamento que não quer e menos que quer”. Isso não significa não responder nunca, Ferriss continua dizendo, mas seja “tático e estratégico” quando você o fizer.

4. “Se você for realmente eficiente no que faz, 95% das coisas ditas sobre você serão negativas”. (Scott Boras)
“Esse princípio anda de mãos dadas com o número dois”, diz Ferriss, “na verdade eu mantenho essa citação na minha carteira porque é um lembrete que as melhores pessoas em quase qualquer campo são as que sempre recebem mais criticismo”. Quanto maior o impacto, explica Ferriss (cujo livro é um bestseller do New York Times, WSJ e BusinessWeek), e quanto maior a ambição e a escala do seu projeto, mais negatividade você irá encontrar. Ferriss brinca que ele tem haters “em por volta de 35 línguas”.

5. “Se você quer melhorar, esteja satisfeito em ser taxado como bobo e estúpido”. (Epictetus)
“Outra forma de parafrasear isso é por uma citação mais recente de Elbert Hubbard”, diz Ferriss. “Para evitar criticismo, não faça nada, não diga nada e não seja nada”. Ferriss, que tem um recorde no Guiness World Record pelo maior número de rodopios no tango, diz que ele aprendeu a apreciar o criticismo através dos anos. Usando filosofia romana para expandir seu ponto de vista, diz: “Cato, o qual Seneca acreditava ser o estóico perfeito, praticava isso ao vestir robes mais escuros do que o costume e não usando túnica. Ele esperava ser ridicularizado e foi, ele fez isso para se treinar para só se sentir envergonhado das coisas que verdadeiramente valem a pena de se envergonhar. Para fazer qualquer coisa remotamente interessante você precisa se treinar para ser eficiente ao lidar com, responder a, e até apreciar criticismo... Na verdade, eu levaria essa citação um passo além e encorajaria pessoas a ativamente perseguirem serem taxadas como bobas e estúpidas”.

6. “Viver bem é a melhor vingança”. (George Herbert)
“A melhor forma de contra-atacar um hater é deixar flagrantemente óbvio que o ataque deles não tem impacto em você”, recomenda Ferriss. “Isso, e [mostre] quanta diversão você está tendo!”. Ferriss continua dizendo que a melhor vingança é deixar que os Haters continuem a viver com seu próprio ressentimento e raiva, os quais a maior parte do tempo não tem nada a ver com você em particular. “Se uma vasilha contém ácido e você o derrama em algum objeto, ainda é a vasilha que recebe a maior parte do dano”, diz Ferriss. “Não fique zangado, não tente ficar quite — se foque em viver bem e isso irá mordê-los mais do que qualquer coisa que você puder fazer”.

7. Mantenha-se Calmo e Prossiga.
O slogan “Mantenha-se Calmo e Prossiga” / “Keep Calm  and Carry On” foi originalmente produzido pelo governo britânico durante a Segunda Guerra Mundial como uma mensagem de propaganda para confortar as pessoas frente à invasão Nazista. Ferriss pega a mensagem e a aplica ao mundo de hoje. “Foque-se no impacto, não na aprovação. Se você acredita que pode mudar o mundo, o que eu espero que você faça, faça o que você acredita que é certo e espere resistência e espere ataques”, conclui Ferriss. “Mantenha-se Calmo e Prossiga!”.

Isso foi esclarecedor. (via Mashable).

Um comentário:

  1. Perfeito, gostei demais da vasilha com ácido, reflete a realidade.

    ResponderExcluir