Lomadee

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Quando tudo parou de ser excitante?



Quando tudo parou de ser excitante? Essa é uma pergunta fácil de responder, mas complicada de explicar. É fácil apontar quando paramos de nos animar com as coisas, o difícil é dizer o porquê isso aconteceu.

Há alguns anos atrás, tudo era mágico, tudo era possível, estávamos em uma era de imaginação da raça humana, nosso destino era incerto e imaginá-lo era emocionante. Esses eram os anos 80.

Eu diria que os anos 80 foram tão fortes que até os anos 90 foram anos 80. Foi a época das infâncias de ouro, tudo era novo, desconhecido. Era uma época onde até mesmo um desenho sobre tartarugas era excitante.

Mas os anos 80 acabaram (depois dos anos 90). O mundo não acabou no ano 2000, os carros voadores não chegaram, os alienígenas não invadiram, a guerra nuclear não estourou, o salto tecnológico não aconteceu.

Saímos da fase de achar tudo excitante, amadurecemos como civilização. Talvez esse seja o motivo pra nosso desânimo, é uma desilusão natural da maturidade após termos escolhido um caminho. Não mais imaginamos várias possibilidades sobre o que poderíamos ser, a raça humana parece caminhar em um rumo previsível e monótono.

Estamos no apogeu da nossa civilização, o pico tecnológico. Finalmente nos demos conta de que a tecnologia não vai ter o avanço necessário para chegarmos aos seriados de ficção científica onde o homem desbrava o espaço.

Podemos agradecer ao capitalismo por ter nos mostrado cada vez mais o quanto os recursos são limitados e quanto o poder é centralizado. Nunca veremos combustíveis renováveis e não poluentes enquanto o petróleo for lucrativo e ninguém vai querer um carro voador que cai no meio do caminho.

Qualquer anúncio envolvendo consequências globais, como a possível descoberta de vida alienígena pela NASA, nos deixa na pontinha das poltronas, prontos para pular. Não porque estamos interessados no assunto, mas ficaríamos satisfeitos com qualquer migalha. Gritamos para por favor nos tirarem do tédio da civilização! Nos façam pular da poltrona!

O momento nunca chega. Continuamos plugados em nossas paredes. Parece não haver qualquer esperança. Então falta luz. Por um momento estamos livres, a civilização foi desligada. Não mais sabemos o que está acontecendo do outro lado do mundo, mas finalmente percebemos o que está acontecendo ao nosso lado.

Por um instante temos nossas vidas de volta e tudo é novamente excitante. Mas deixa pra lá, a luz já voltou e estamos hipnotizados novamente.

Um comentário: